Vitória: trigêmeo supera quadro grave e recebe alta do Instituto de Saúde da Criança do Amazonas

Compartilhe:

Trigêmeos de Maués estão juntos em casa após 37 dias de nascidos

Com persistência e acompanhamento especializado da equipe de profissionais do Instituto de Saúde da Criança do Amazonas (Icam), unidade da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), Murilo Pandora de Oliveira recebeu alta nesta quinta-feira (19/08). A recuperação do trigêmeo é considerada um milagre pelos profissionais da unidade e familiares da criança, pela superação do quadro de prematuridade e da intervenção cirúrgica, tendo ficado 21 dias em leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 10 em semi-intensiva.

A vitória de Murilo, que agora retorna para o convívio dos trigêmeos recém-nascidos Miguel e Mirela e dos irmãos Thaleyssa e Thales, de 5 e 3 anos respectivamente, foi celebrada pelos pais Enedina dos Santos, 28, e Maciel Oliveira, 33.

“A sensação é de muita alegria. Poder receber meu filho em casa era tudo que esperava. Esse mês que ele passou aqui foi muito difícil, mas graças a Deus hoje é um dia muito feliz por ele estar recebendo alta e estar junto com a gente e os irmãozinhos é muita alegria. Ele é vitorioso, um guerreiro pelo que ele passou, só Deus para dar essa alegria mesmo”, afirmou a mãe e dona de casa, Enedina.

Enedina entrou em trabalho de parto prematuro, em Maués (a 276 quilômetros de Manaus), dando à luz os trigêmeos Miguel, Mirela e Murilo no dia 12 de julho, com apenas oito meses de gestação. Os recém-nascidos (RN) e a mãe foram transferidos para Manaus no dia 14. Apenas os bebês necessitaram de internação. Miguel e Mirela receberam alta hospitalar no último dia 7.

A existência de Murilo foi descoberta no parto cesariano. No acompanhamento do pré-natal, os exames mostraram que a gestação era de gêmeos, ao invés da trigemelar, o que gerou surpresa para a família pelo nascimento do terceiro bebê. A mãe dos trigêmeos disse que Murilo é um herói, e os trigêmeos são “presentes de Deus”.

Atendimento – Tendo acompanhado o quadro clínico do paciente, o pediatra Luiz Afonso Britto relata que Murilo deu entrada na unidade com quadro grave, baixo peso e com uma lesão gástrica esofágica, que evoluiu para uma pneumoperitonite com risco de vida, sendo necessária a correção cirúrgica do esôfago e estômago.

“A cirurgia foi um sucesso. Ele não precisou realizar novas cirurgias. Então, ele é um vitorioso. Teve todo o tratamento especializado e multidisciplinar na UTI e na semi-intensiva. Hoje, ele recebe alta sugando o leite materno, recebendo dieta via oral também para ganho de peso e indo para casa junto com seus irmãozinhos. Estamos muito orgulhosos e felizes do Murilo voltar para casa para o convívio da sua família”, afirmou o coordenador da semi-intensiva, acrescentando que Murilo será acompanhado pelo ambulatório cirúrgico do Icam e pelo endocrinologista pediatra da Policlínica Codajás.

A mãe destacou que o atendimento prestado pela equipe multidisciplinar da SES-AM foi fundamental para a recuperação dos trigêmeos. “As enfermeiras, técnicos e médicos foram todos muito legais. Conversaram com a gente, e eu gostei do atendimento que ajudou meu filho. Só tenho a agradecer”, disse.

Agosto Dourado – Enedina contou da felicidade em poder amamentar os trigêmeos e ressaltou as orientações obtidas na rede estadual de saúde para o aleitamento materno dos bebês prematuros.

“É um período tão bom estar com meus filhos, amamentando eles. Eu posso dar o peito pra eles. Eu estava com saudade do Murilo porque os outros dois estão em casa e posso dar o peito para eles. Agora o Murilo já vai para o peito. Estou muito feliz de estar aqui nesse momento de muita alegria. Só tenho a agradecer a Deus”, enfatizou a mãe dos trigêmeos.

FOTOS: Rodrigo Santos/SES-AM

Compartilhe: