Médicos da rede municipal de saúde participam de capacitação sobre doenças de pele

Compartilhe:

Resultado do termo de convênio de cooperação técnica entre a Prefeitura de Manaus e a Fundação Hospitalar Alfredo da Matta (FUHAM), os médicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciaram, nesta terça-feira, 9/5, a participação em curso de Dermatose Básica, no auditório da fundação, no bairro Cachoeirinha, zona Sul. O curso reforça a qualificação de 480 profissionais médicos clínicos e pediatras para a abordagem e o manejo clínico das dermatoses.

Segundo a chefe do Núcleo de Controle de Hanseníase da Semsa, Ingrid Simone Alves dos Santos, o curso tem como palestrantes médicos dermatologistas especialistas em manejo clínico e na orientação técnica para os profissionais da atenção básica.

“A Semsa e FUHAM trabalham em parceria por meio de convênio, em que a rede municipal de saúde cede um número de profissionais para compor a rede da fundação, e uma das contrapartidas é proporcionar cursos de qualificação para os nossos servidores. O objetivo é capacitar ainda mais os médicos para o manejo clínico das dermatoses na rede básica de saúde e no diagnóstico diferencial de doenças, garantindo o fluxo adequado do encaminhamento, quando houver necessidade, para a atenção especializada”, disse Ingrid Santos.

As 480 vagas foram ofertadas para médicos da rede municipal nas zonas Norte, Leste, Oeste, Sul e Rural, que serão divididos em quatro turmas, com uma carga horária de oito horas. A primeira turma será encerrada nesta quarta-feira, 10/5, e a segunda turma ocorrerá nos dias 5 e 6/6, a terceira, nos dias 26 e 27/6, finalizando com a quarta turma nos dias 29 e 30/6.

O gerente de Ensino da Fundação Alfredo da Matta, Valcimar Silveira, explicou que o curso tem o propósito de capacitar os profissionais sobre as dermatoses que podem ser identificadas e tratadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) das zonas Norte, Sul, Leste, Oeste e rural de Manaus, reduzindo assim a demanda por atendimento na atenção especializada em dermatologia.

“A ideia é facilitar o atendimento para o usuário onde ele estiver, com um médico preparado e bem informado para o atendimento das dermatoses básicas. Assim, o que chegar para atendimento com a Fundação Alfredo da Matta, como instituição de referência, seja o que não é possível ser tratado na Atenção Básica”, destacou Valcimar Silveira.

O curso vai abordar temas como as Infecções Sexualmente Transmissíveis na Atenção Básica, Câncer cutâneo e diagnósticos diferenciais, Micose Sistêmica, Hanseníase e diagnóstico diferencial, e Diagnóstico de Leishmaniose.

Para o médico Salésio da Cunha Loch, que atua na UBS João Nogueira da Malta, no bairro Zumbi dos Palmares, zona Leste, a capacitação dos profissionais é essencial no aprimoramento do conhecimento dos médicos e para garantir um melhor atendimento aos pacientes.

“Por mais que a gente tenha conhecimento, não somos especialistas em dermatologia. Então, é muito bem-vindo um curso com colegas que são especialistas. Vai facilitar a captação e diagnóstico de casos de doenças, que, sem essa capacitação, talvez não fosse possível”, afirmou Salésio da Cunha.

— — —
Publicado em – https://bit.ly/3McOIXF
Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa
Fotos – Guilherme Silva / Semsa

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6397