FCecon realiza treinamento para municípios do Amazonas sobre controle do tabagismo

Compartilhe:

Ao todo, 241 profissionais de saúde, de 21 cidades, participam da capacitação

Profissionais de saúde de 21 municípios do Amazonas participam, nesta segunda (05/06) e terça-feira (06/06), de capacitação para o tratamento de fumantes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O treinamento ocorre no auditório da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), e também é transmitido para os municípios.

A capacitação faz parte das ações anuais da coordenação estadual do Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT), ligado ao Departamento de Prevenção e Controle do Câncer (DPCC) da FCecon. O objetivo do programa é reduzir a prevalência de fumantes e a consequente morbimortalidade relacionada ao consumo de derivados do tabaco.

Ao todo, 241 profissionais de saúde participam do treinamento, dentre eles enfermeiros, médicos, psicólogos, cirurgiões dentistas, assistentes sociais, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, educadores físicos e farmacêuticos de 21 cidades.

Todos fazem ou farão parte das equipes de saúde dos 22 municípios que já aderiram ao PNCT e de outros 17 municípios que estão implantando o programa em 2023.

Cessação do tabagismo

Segundo o coordenador estadual do Programa de Controle do Tabagismo no Amazonas, cardiologista Aristóteles Alencar, o objetivo principal do treinamento é possibilitar o acesso ao trabalho desenvolvido pelo PNCT, do Ministério da Saúde (MS) e do Instituto Nacional de Controle do Câncer (Inca), por meio da coordenação estadual.

Com esse conhecimento, pontua o médico cardiologista, as coordenações municipais darão continuidade ao trabalho desenvolvido em suas cidades. Ele frisa que assim será possível aumentar o nível de conscientização da população sobre os malefícios do tabaco, promover o abandono do uso do tabaco e seus derivados.

“A capacitação desses profissionais é importante para que cada vez menos pacientes cheguem à FCecon acometidos, por exemplo, por câncer de pulmão, bexiga, mama, entre vários outros tipos, em consequência do consumo ativo ou passivo do tabaco”, destaca Alencar.

Palestras

A programação do módulo de tratamento de fumantes tem 14 palestras nesta segunda e terça-feira, para abordar o funcionamento do Programa Nacional de Controle do Tabagismo, protocolo clínico e diretrizes terapêuticas, abordagem do tratamento do fumante, fatores que dificultam para a cessação do tabagismo, apoio medicamentoso e a prevenção dos fatores de risco para o câncer.

A programação também terá dinâmicas e interatividade entre os participantes.

Programa

O PNCT articula entre os estados de todo o Brasil a rede de tratamento do tabagismo no SUS através dos Ambulatórios do Fumante, o programa Saber Saúde, as campanhas e outras ações educativas sobre a promoção de ambientes livres do tabagismo.

Fotos: Ludmila Dias/FCecon

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6524