Comissão de Proteção aos Animais do Amazonas envia equipe especializada para resgate de animais afetados pela chuva no Rio Grande do Sul

Compartilhe:

A Assembleia do Amazonas é a única a possuir equipe especializada em desastres e tragédias naturais no Brasil

Presidente da Comissão de Proteção aos Animais, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa do Amazonas (CPAMA-Aleam), a deputada estadual Joana Darc (UB-AM) anunciou, na segunda-feira (06), que um grupo será enviado para o Rio Grande do Sul (RS) com o objetivo de levar ajuda humanitária e auxiliar nos resgates de animais afetados pelas fortes chuvas.

Em dezembro de 2023, uma equipe da CPAMA se deslocou até o município de Betim, em Minas Gerais, para participar do V Simpósio Internacional de Medicina Veterinária de Desastres, realizado pelo Grupo de Resgate Animal de Belo Horizonte – GRABH, com o intuito de preparação para casos de extrema necessidade, se tornando a primeira e única equipe de Assembleias Legislativas do Brasil a ter capacitação técnica para resgate de animais em desastres.

Para Joana Darc, que solicitou ajuda, por meio de suas redes sociais, para as instituições que auxiliam nos resgates de animais, o envio da equipe da CPAMA, e também de um grupo voluntário de médicos veterinários do Amazonas, é de extrema importância, tendo em vista que o número de pessoas desabrigadas e animais, incluindo cães, gatos e cavalos, aumentam gradativamente no estado.

“Sabemos que existem órgãos para o resgate de pessoas em desastres, porém também precisamos olhar para os animais, pois são tão vítimas quanto às pessoas. Temos, neste exato momento, a tragédia climática que atinge o Rio Grande do Sul e imagens nos mostram que as pessoas saíram de suas casas, por conta do risco, e, infelizmente, os animais ficaram à mercê da chuva”, disse.

O treinamento engloba práticas em resgate técnico de pequenos animais, silvestres, resgate técnico de grandes animais, montagem de centro de comando integrado e muito mais, tendo como foco todos os trabalhos voltados para a área de Medicina Veterinária de Desastres.

Válido ressaltar que o presidente da Aleam, deputado Roberto Cidade (UB), apoiou, desde o curso da equipe até a ação voluntária ao RS, os membros da Comissão.

Fortes chuvas no Rio Grande do Sul

Segundo a Agência Brasil, o Rio Grande do Sul vive um dos maiores desastres climáticos de sua história. As fortes chuvas, que já duram dias, causaram mortes, deixaram cidades debaixo d’água e ameaçam o rompimento de barragens.

De acordo com o Boletim da Defesa Civil, desta terça-feira (07), o número de municípios afetados pelas fortes chuvas, no RS, chega a 388, representando 78,13% das 497 cidades do estado.

O balanço, ainda, aponta 90 mortes confirmadas, em decorrência dos temporais e outros quatro óbitos sendo investigados para confirmar se há relação com os eventos meteorológicos recentes. Até o momento, o número de pessoas desaparecidas chega a 132. No levantamento oficial, em todo o estado há cerca de 361 feridos.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6409