Biblioteca Setorial Sul inaugura auditório e comemora o Dia do Bibliotecário no novo espaço

Compartilhe:

A cerimônia de inauguração do Auditório Carícia Leonora Alves Pereira da Biblioteca Setorial Sul da Universidade Federal do Amazonas (BSS/Ufam) contou com a presença do reitor, professor Sylvio Puga, ocorrido nesta quarta-feira, 15. O auditório fica localizado no térreo da BSS e tem capacidade para 50 pessoas.

Durante seu pronunciamento, o reitor, professor Sylvio Puga disse que o novo espaço “ficará para as próximas gerações e quem ganha com isso são os nossos cursos de graduação e de pós-graduação”. Ele acredita que os servidores possuem um local adequado de trabalho, em que se refere ao prédio da BSS, inaugurado em abril de 2021.

De acordo com a diretora da Biblioteca Central (BC), Rosenira Izabel de Oliveira, o espaço já possuía mobiliário e alguns equipamentos como a lousa interativa, mas, segundo ela, estava faltando apenas a climatização para a entrega do ambiente. O auditório leva o nome da bibliotecária Carícia Leonora Alves Pereira que dedicou boa parte de sua vida, prestando serviços com competência e dedicação à então Universidade do Amazonas (UA). Dentre as atividades exercidas, estão: bibliotecária de referência, diretora de setoriais, catalogadora e diretora da Biblioteca Central.

Para a gestora da BC, com a inauguração do auditório será possível a realização de eventos internos e externos (comunidade acadêmica), tendo em vista que o espaço será disponibilizado para toda a Universidade, mediante agendamento prévio.

Na ocasião, em alusão ao Dia do Bibliotecário que se comemora no dia 12 de março, o Sistema de Bibliotecas da UFAM (Sistebib) promoveu uma homenagem aos bibliotecários que atuam na universidade de forma dinâmica, a qual é marcada pela reinvenção, no sentido de a cada dia acompanhar as mudanças que ocorrem no mundo.

Em seguida, foram homenageados os profissionais que não são bibliotecários. A diretora do Sistebib afirmou que “homenagear esses profissionais é reconhecer o trabalho brilhante que eles desenvolvem na biblioteca, sem os quais não conseguiríamos realizar um trabalho com qualidade e excelência. Dentre esses profissionais temos jornalista, filósofo, economista, engenheiro e advogado.

A diretora agradeceu pela contribuição para a construção de um sistema de biblioteca forte em busca do cumprimento de seu papel no ensino, na pesquisa, na extensão e na inovação. Posteriormente, os bibliotecários e colaboradores do Sistebib foram homenageados pelo mesmo, juntamente com a direção da Biblioteca Central.

Em seguida, a bibliotecária Maria Socorro Coelho da Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica (Protec), levantou considerações sobre a inovação na Biblioteconomia e seu impacto nos processos internos do Sistebib e seus serviços e produtos ofertados. Encerrando as atividades de inauguração, a professora do curso de Biblioteconomia, Danielly Inomata, pontuou sobre inovação nos serviços de referência, atividade que atua junto ao atendimento de interagentes.

Um dia para lembrar do bibliotecário, profissão do presente e futuro

A comemoração da profissão acontece no dia 12 de março em todo o país que também homenageia Manuel Bastos Tigres, primeiro bibliotecário concursado do Brasil que atuou no Museu Nacional do Rio de Janeiro.

Desde a instituição do decreto 84.361/80, esse vem sendo lembrado a fim de potencializar a valorização da profissão. Após o Projeto de Lei 3081/22 prevê a desregularização de profissões, dentre elas, a bibliotecária, a luta contra o desmonte da profissão tornou-se mais ativa, o que gerou mobilizações nas redes sociais e canais oficiais de organizações posicionadas contra a proposta.

Essas manifestações enfatizaram  o impacto da profissão bibliotecária em ambientes de informação, visto que seu insumo de trabalho é a informação, independente da tipologia de conteúdo ou suporte.

Sua atuação visa gerir e dispor de informações criteriosamente processadas, ora em campos de atuação tradicionais como bibliotecas e arquivos, ora em campos emergentes como emissoras de TV, editoras e consultorias acadêmicas.

Novas tecnologias da informação estão surgindo e, consequentemente, impactam nas atividades da profissão, exemplos disso são os chatbots programados com inteligência artificial, formatos flexíveis de catalogação como o Resource Description and Access (RDA) e a web 3.0 que descentraliza e dinamiza os meios de disponibilização de produtos e serviços da informação. Cabe, portanto, aos bibliotecários aperfeiçoarem nesses assuntos para fomentar a construção de uma Biblioteconomia progressista e atenta a tendências e demandas oriundas da sociedade da informação.

Assista o evento em comemoração do dia da pessoa bibliotecária na íntegra por meio do Canal do Sistebib – UFAM

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6196