Ricardo Nicolau cobra medidas contra assaltos em ônibus: “bandidos sabem que falta policiamento”

Compartilhe:

Moradores da zona norte apelidaram de “rota do terror” a linha 560, que atende os bairros Cidade de Deus e Nova Cidade, devido à quantidade de assaltos.

O deputado Ricardo Nicolau (Solidariedade) cobrou mais policiamento e ações de inteligência do governo do Amazonas para coibir os constantes assaltos no transporte coletivo em Manaus. O parlamentar recebeu denúncias de moradores dos bairros Nova Cidade e Cidade de Deus, na zona norte, que relatam assaltos diários na linha 560, apelidada de “rota do terror”.

De acordo com o deputado, o governo do Estado abriu mão de usar novas tecnologias para combater a ação dos criminosos dentro dos ônibus, a exemplo das câmeras de reconhecimento facial.

“Casos como esse da linha 560 são um absurdo. O Estado não pode ficar pacífico diante de uma situação dessa em que, todos os dias, os usuários são assaltados. Hoje, já existe tecnologia de biometria facial para coibir fraudes na meia passagem, uma vez que é interesse dos empresários. Deveria ser interesse do Estado evitar os assaltos. Bastaria usar essa mesma tecnologia e filmar todo mundo que entra no coletivo”, defende.

Ricardo Nicolau cobrou ainda policiamento ostensivo e preventivo para combater a cirminalidade. “É preciso usar a inteligência da polícia e colocar agentes à paisana nesta rotas mais assaltadas. Os bandidos, muitas vezes, são os mesmos e eles sabem que não há policiamento”, ressalta.

Usuários de outras linhas de ônibus também sofrem com a falta de segurança, revelada pelos números do próprio governo. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), nos dois primeiros meses deste ano, 123 assaltos foram registrados em ônibus da capital.

Somente em fevereiro, 92 casos foram registrados pela polícia. Os números podem ser ainda maiores, considerando que parte da população não faz o registro dos crimes por meio do boletim de ocorrência.

Escalada da violência

O deputado lembrou, também, que o Amazonas gastou, nos últimos três anos, quase R$ 6 bilhões na segurança e, mesmo assim, os números da violência na capital e no interior só crescem. “O Amazonas é o único estado do Brasil a ter aumento de 54% no índice de mortes violentas. Fazem segurança como se fazia há cem anos, com zero tecnologia. O governo não tem gestão eficiente e isso inclui a segurança pública. Não podemos aceitar isso. É preciso fazer funcionar”, enfatiza.

Na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), tramita o Requerimento nº 577/2022, de autoria de Ricardo Nicolau, que pede intervenção federal na segurança pública do Estado após o aumento no índice de mortes violentas em 2021 em comparação com o ano anterior. O documento precisa ser analisado pelo plenário da Casa.

Foto: Marcelo Cadilhe



Assessoria de Comunicação

Deputado Ricardo Nicolau

Thiago Barros (SRTE/AM 667) | 92 98153 7004 
Daniel Jordano (SRTE/AM 518) | 92 98828 5194
Gabinete | 92 3183 4419
Compartilhe: