Professora Alzira apresenta propostas e vence debate da eleição para presidente do Crea-AM

Compartilhe:

A Professora Alzira Miranda foi o destaque no debate entre os candidatos à presidência do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM), transmitido pela TV Onda Digital, em Manaus, no início da tarde desta segunda-feira (13). Com propostas inovadoras, Alzira conquistou a atenção dos telespectadores e teve uma atuação elogiada nas redes sociais.

Ao lado do presidente licenciado do Crea-AM, eng. Afonso Lins, candidato a diretor-geral da Mútua-AM, Alzira lidera a Frente Experiência para Inovar, que conta ainda com o eng. Marcelo Almeida, candidato a diretor-administrativo da Mútua-AM, e o eng. Vinicius Marchese, candidato à presidência do Confea.

Uma das propostas de Alzira que balançou os grupos dos profissionais no WhatsApp foi a criação da Semana Amazônica de Engenharia, Agronomia e Geociências (SAEA). Durante o debate, Alzira explicou a importância de um evento local, nos moldes da Semana Oficial da Engenharia e Agronomia (Soea) realizada pelo Confea, para promover a troca de conhecimentos, apresentação de trabalhos acadêmicos, palestras, workshops e networking na região amazônica.

Outro compromisso de Alzira é a criação da Câmara Especializada de Engenharia Ambiental, visando abordar questões específicas dessa modalidade. A proposta destaca a importância do debate sobre a regulamentação, fiscalização e promoção do desenvolvimento sustentável na Amazônia, com foco na engenharia ambiental.

Além disso, a candidata expressou seu compromisso com a fiscalização, propondo uma campanha de sensibilização e fiscalização no Distrito Industrial em defesa da contratação de engenheiros como engenheiros. Alzira também planeja convênios institucionais para viabilizar o acesso ao banco de dados governamentais, otimizando as ações fiscalizatórias.

A Professora Alzira Miranda ainda delineou sua visão para as inspetorias no interior do estado, planejando consolidar as 23 já existentes. Além disso, propõe a ampliação para, pelo menos, 31 inspetorias no Amazonas, sem contar a Inspetoria da Zona Leste, na capital. O suporte às inspetorias no interior está na lista de prioridades, com a aquisição de internet via satélite.

“É por meio de diálogos com os profissionais da engenharia, agronomia e geociências, que vamos fazer uma gestão de muito trabalho e com total transparência. O Crea Amazonas mudou nos últimos anos, e precisamos continuar evoluindo e valorizando os profissionais do Estado”, destacou Alzira.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6524