Mais de 200 profissionais são qualificados para atividade turística no Amazonas

Compartilhe:
Foram mais de dez cursos de qualificação profissional totalmente gratuitos voltados à categoria
 
Foram mais de dez cursos de qualificação profissional totalmente gratuitos voltados à categoria, entre eles estão inglês e espanhol aplicados a serviços turísticos, confeiteiro, garçom e garçonete, atendimento ao cliente, culinária regional, camareira e recepcionista em eventos e em meio de hospedagem e organizador de eventos.

A parceria entre o Sindechrsam (Sindicato dos Empregados do Comércio Hoteleiro, Bares, Restaurantes e Similares do Amazonas) e o governo do Estado por meio do Cetam (Centro de Educação Tecnológica do Amazonas) e Amazonastur (Empresa Estadual de Turismo do Amazonas), rendeu bons resultados em 2023. Os cursos de qualificação voltados aos profissionais do segmento de turismo tiveram um saldo positivo e formaram mais de 200 alunos através de cursos em áreas específicas dentro deste segmento. O bom desempenho ajudou, inclusive, na inserção destes profissionais no mercado de trabalho e trouxe ainda mais aperfeiçoamento para quem já atua na atividade.
O balanço anual informado pelo Sindechrsam (Sindicato dos Empregados do Comércio Hoteleiro, Bares, Restaurantes e Similares do Amazonas), é uma parceria entre o governo do Estado por meio do Cetam (Centro de Educação Tecnológica do Amazonas) e Amazonastur (Empresa Estadual de Turismo do Amazonas) que ofertou diversos cursos este ano. A última turma dos cursos de inglês e espanhol, por exemplo, encerrou a temporada de 2023, na semana passada, na sede do sindicato.
Proporcionar essa formação especialmente por meio dos dos cursos de idiomas e atendimento é fundamental para o mercado de turismo no Estado ampliando  conhecimento e buscando mais oportunidades.
“Essa parceria tem sido uma atuação importantíssima e tem dado muito fruto, principalmente porque existe uma carência muito grande em relação a mão de obra. Mais do que isso, trouxe oportunidades de colocação no mercado de trabalho. É um avanço significativo que demonstra a nossa preocupação em proporcionar uma qualificação e qualidade no atendimento destes profissionais. É uma parceria de grande valia. Nós esperamos manter e fortalecer ainda mais essa parceria”, destaca o presidente do Sindchrsam, Gerson Almeida.
Foram mais de dez cursos de qualificação profissional totalmente gratuitos voltados à categoria, entre eles estão inglês e espanhol aplicados a serviços turísticos, confeiteiro, garçom e garçonete, atendimento ao cliente, culinária regional, camareira e recepcionista em eventos e em meio de hospedagem e organizador de eventos.
Encontro reforça parceria
Para fortalecer ainda mais essa capacitação do turismo do Estado, a Amazonastur e o Cetam firmaram, na última quarta-feira (22/11), a renovação do termo de cooperação técnica que possibilitará a oferta de cursos gratuitos de qualificação profissional para os profissionais de turismo, tanto na capital quanto no interior do estado.
O comprometimento do Governo do Amazonas em fortalecer o turismo se destaca pelo investimento contínuo na qualificação profissional. Esta estratégia busca aprimorar o atendimento aos visitantes, enquanto a oferta de cursos desempenha um papel crucial no impulso do desenvolvimento econômico e social em diversas regiões beneficiadas.
O presidente da Amazonastur, Ian Ribeiro, enfatiza a relevância da assinatura do termo de parceria entre a Amazonastur e o Cetam para o turismo regional.
“A assinatura deste termo de parceria entre a Amazonastur e o Cetam é de suma importância para o turismo regional. Com ele, capacitaremos a população amazonense para melhor receber e atender os turistas, gerando mais renda e melhorando a economia do nosso estado”, afirma Ian Ribeiro.
O diretor do Cetam, Fábio Albuquerque, enaltece o sucesso da parceria e prevê benefícios ainda maiores para os próximos meses.
“Esta parceria já é um sucesso e a gente vai conseguir ainda muito mais desenvolvimento de capacitação em relação ao turismo e outras áreas da cidade de Manaus e do interior do Amazonas”, completou Fábio. ‎
Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6083