Indispensável no café da manhã amazonense, tucumã está no auge do período de safra

Compartilhe:

Além de ser parte da cultura local, o tucumã possui grande valor nutritivo

Tradicional na região Norte e consumido com muita frequência pelos amazonenses, o tucumã tem o auge do seu período de safra durante este mês de março e, por isso, é encontrado em maior quantidade nas Feiras de Produtos Regionais da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS). Além de ser saboroso e indispensável no café da manhã, a fruta possui alto valor nutricional, oferecendo diversos benefícios à saúde.

O tucumã está entre as frutas consideradas sazonais, ou seja, de um período do ano específico, até o final de abril, mas não deixam de ser produzidas durante os outros meses. Após a safra, apenas reduzem a quantidade e, consequentemente, o preço varia. Como parte da cultura local, a fruta pode ser consumida pura ou acompanhada de café e farinha, bem como em vários tipos de sanduíches, com destaque para o tradicional “x–caboquinho”, considerado patrimônio cultural e imaterial da cidade de Manaus.

O agricultor Rodolfo Lima, que cultiva tucumã em sua propriedade localizada no km 06 da AM-254, conhecida como estrada de Autazes, no município do Careiro Castanho (a 86 quilômetros de Manaus), conta que o período de safra vai até o final de abril. “O que me sustenta é o tucumã. Ele é o ouro do Amazonas, porque é vendido facilmente”, disse.

Para ele, o tucumã está em primeiro lugar no ranking de frutas regionais mais vendidas, tanto que decidiu aumentar a produção e plantou mais 400 pés nesta semana. “Se chegar com tucumã em Manaus, em qualquer esquina, qualquer rua, eu vendo. Outras frutas não chegam nem aos pés do tucumã. Como agricultor, em primeiro lugar está o tucumã, depois o açaí e, em terceiro, a pupunha”, explica.

Valor nutricional

Segundo a nutricionista da ADS Fabiana França, o tucumã tem um grande valor nutritivo e atua na diminuição do nível de colesterol ruim, por causa da presença do ômega 3. “A sua polpa é fibrosa e, por isso, ajuda a prevenir a prisão de ventre e diminui a absorção de carboidratos, atuando na prevenção do diabetes”, conta.

Entre outros benefícios, estão a inibição do envelhecimento precoce e o controle dos níveis de açúcar no sangue. A Luteína e Zeaxantina, explica a especialista, ajudam a proteger os olhos, pela presença de vitaminas A e C e de carotenoides, que ajuda a fortalecer o sistema imunológico. “A alta concentração de ômega 3, que é uma gordura saudável presente no tucumã, ajuda a diminuir a inflamação do corpo e a melhorar a circulação sanguínea”, salienta.

Mesmo com tantos benefícios nutricionais, é preciso moderação. O tucumã não deve ser consumido em grande quantidade por causa do seu valor calórico. A título de comparação, cada três unidades de tucumã (100 gramas), são 262 calorias, a mesma quantidade presente em duas latas de refrigerante, por exemplo.

A fruta é encontrada, com fartura, em todas as edições das feiras da ADS. Em Manaus são realizadas 11 edições, na área urbana e rural e outras 38 nos municípios do interior.

FOTO: Ruth Jucá / ADS

Legenda: Além de ser saboroso e indispensável no café da manhã, o tucumã possui alto valor nutricional, oferecendo diversos benefícios à saúde.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6196