Cepan celebra 47 anos de contribuição à educação do Amazonas

Compartilhe:

Durante sua trajetória, o centro garantiu políticas de formação inicial e continuada para profissionais da área de educação

Referência na formação continuada de educadores do Amazonas, o Centro de Formação Profissional Padre José Anchieta (Cepan), da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar,  comemorou 47 anos de contribuição à educação do estado com evento formativo, nesta sexta-feira (10/11).

Com a missão de garantir políticas  voltadas para a educação por meio de programas, cursos e projetos, o principal objetivo do Cepan é valorizar os profissionais que atuam na rede estadual de educação qualificada via formação inicial e continuada

Durante a solenidade, a secretária executiva adjunta pedagógica, da Secretaria de Educação, Arlete Mendonça, destacou que o papel da secretaria é cumprir a missão de desenvolver ações de formação por meio do Cepan.

“Para nós é um privilégio e uma honra  celebrar os 47 anos do Cepan, que faz a diferença na vida dos professores e servidores da educação”, compartilhou a secretária.

O evento,  transmitido virtualmente pelo Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam)  para todo estado do Amazonas, apresentou, em sua  programação,  um vídeo comemorativo. Na ocasião também foi lançada a 4ª edição da Revista Diálogos Formativos.

Finalizando o evento, o professor-doutor Sérgio Freire ministrou uma palestra e a Companhia Teatral  “A Rã Qi Ri”, apresentou o espetáculo “O barão egoísta”.

História

Desde sua implantação, oito gestores já passaram pela direção do centro, acompanhando e implementando ações que tornaram o Cepan referência estadual na formação continuada.

A primeira gestora do centro foi Euclídia Grana Ehm Filha e teve sua gestão marcada pela implementação do programa de Assistência ao Trabalhador Rural (Prorural) e o projeto “Luz do Saber” barco/escola, que levavam a educação a lugares mais distantes. Hoje, o Cepan é gerido pela diretora Adriana Boh.

“Esse momento é um momento festivo sim, mas é um momento também de refletir um pouco sobre a importância da política de formação dentro da nossa rede” , pontuou a atual diretora Adriana.

O Centro, que se tornou referência a docentes que buscavam na capital amazonense a possibilidade de aprimorar seus estudos, foi instituído  em 1968, quando deu início às suas atividades na escola confessional Preciosíssimo Sangue de Cristo.

Servidora há mais de 20 anos, Terezinha Brandão, professora formadora do Cepan, se emocionou com as celebrações.

“É muito bom saber que nós estamos contribuindo com a formação dos professores, porque isso reflete na sala de aula. Trabalhar no Cepan é motivo de orgulho”, afirmou a servidora.

Ao longo de quase 50 anos, o Cepan capacitou mais de 30 mil profissionais da educação, em sua maioria do interior do estado. Em 1993, o Cepan já fazia uso de recursos tecnológicos como ferramenta pedagógica, com a implementação do laboratório de informática e a TV escola central.

Atualmente, o Cepan  se divide em gerência de articulações e desenvolvimento profissional, que realiza a articulação com instituições de ensino superior, formação inicial e continuada para os profissionais da educação; e a gerência de formação profissional que executa cursos de formação continuadas presenciais.

FOTOS: Hitalo Kleto  / Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6524