Amom promete aposentar a velha política

Compartilhe:

Durante caminhada na Zona Leste de Manaus, pré-candidato afirmou que quer uma nova Manaus para a população

O pré-candidato à Prefeitura de Manaus, deputado federal Amom Mandel (Cidadania), realizou uma caminhada na manhã desta sexta-feira (28/06), na “Feira do 2”, no bairro São José Operário, zona leste de Manaus. Amom visitou os comerciantes, ouviu denúncias de abandono por parte da Prefeitura de Manaus e conversou com professores, profissionais de saúde e microempreendedores.

Amom foi recebido com entusiasmo pelos moradores da região, que passavam pela feira, e ouviu depoimentos de apoio e incentivo.

“Amom você é nossa esperança, você é o único que pode acabar com esses grupos políticos, essa velha política, que só puxa Manaus pra trás, pro buraco”, disse Maria Eunice Barboza, de 59 anos, ao fazer uma selfie com o pré-candidato.

Amom garantiu que está na política para fazer diferente, mudar as prioridades, com uma equipe técnica e competente para fazer uma nova Manaus. “Chega de conchavo político, de empregar parentes, de deixar de investir na saúde para pintar calçadas, chega de festas enquanto as ruas dos bairros estão tomadas por buracos. Manaus vai mudar porque o povo não aceita mais os que estão aí no poder”, disse Amom.

O pré-candidato também encontrou professores que declararam estarem indignados com o atual prefeito, pelo não pagamento do abono do Fundeb e pela suposta perseguição feita pela gestora da Secretaria Municipal de Educação, irmã do prefeito de Manaus, a quem não o apoia. “Amom, você vai ganhar essa eleição para tirar essa cambada de incompetentes da Prefeitura”, disse Fernanda Albuquerque.

O pré-candidato também declarou aos comerciantes que vai regularizar a situação da Feira do 2 e melhorar as condições de trabalho, além de ter se comprometido em reformar a Escola Municipal Honorina Azevedo Vasconcelos e a Unidade Básica de saúde Calcida de Freitas, importantes na região.

“O atual prefeito só cuida da Ponta Negra. Nós vamos cuidar de toda a cidade, especialmente os bairros da periferia que foram abandonados pela prefeitura”, garantiu Amom.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6535