Amazonino impõe larga vantagem e Wilson Lima fica mais longe da reeleição

Compartilhe:

Caso a eleição ao Governo do Amazonas fosse hoje, o ex-governador Amazonino Mendes (Podemos) seria eleito com relativa facilidade. Conforme números de pesquisa divulgada no último final de semana pelo Instituto Diário de Pesquisa, o pré-candidato lidera as intenções de voto tanto na capital quanto no interior do estado. Dessa forma, a reeleição do governador Wilson Lima (PSC) hoje é totalmente improvável.

A larga vantagem permite também que Amazonino vença qualquer adversário que hoje se coloca como candidato. Por exemplo, Eduardo Braga (MDB), Carol Braz (PDT) e Ricardo Nicolau (sem partido).

Conforme a pesquisa, a preferência do eleitor de Manaus por Amazonino alcançou 43,8%. O atual governador ficou só em terceiro lugar, com apenas 11%. À sua frente ainda tem Braga, com 12%.

No interior do estado, a liderança do ex-governador também é tranquila sobre Wilson Lima. Tem 31,3% das intenções de voto, contra 19,2%. Apenas contra o também ex-governador Braga é que a diferença diminui, com os 28,3% dados ao medebista. Este mantém sua base de apoio em cerca de metade dos 61 prefeitos.

Em simulação com a inclusão do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), os números sofrem alteração. Amazonino vai a 30,3%, Braga 26,8%, Wilson Lima 17%, Almeida 10,8% e Nicolau 4,2%.

E se for a segundo turno?

Se a disputa no Amazonas fosse a segundo turno, Amazonino também venceria contra qualquer adversário.

Dos principais, conforme as pesquisas eleitorais até aqui divulgadas, a vitória mais tranquila seria contra Wilson Lima. O placar ficaria 57,5% a 28,3%.

Braga também seria derrotado, com uma margem mais baixa de diferença: 44% a 40%.

Sobre a pesquisa

O estudo do Instituto Diário de Pesquisa consultou 1.800 eleitores em 12 cidades do Amazonas, de 20 a 28 de janeiro. Os números podem ter margem de erro de 4%, a maior ou menor, com nível de confiança de 95%. O registro no TRE/TSE é AM-03979/2022.

Fonte: https://bit.ly/3rH9Nz4

Compartilhe: