Tuberculose gestacional e congênita: Saúde treina Humaitá para implantação de teste da doença na triagem neonatal

Compartilhe:

Equipe segue na cidade até quinta-feira (30/05)

A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), em parceria com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), realiza, até esta quinta-feira (30/05), um treinamento para profissionais de saúde do município de Humaitá (a 675 quilômetros de Manaus). A capacitação foi realizada sobre o teste do pezinho com ênfase em toxoplasmose gestacional e congênita.

O treinamento visa atualizar e capacitar os profissionais de saúde da cidade sobre a inclusão do exame de triagem para toxoplasmose no teste do pezinho que é realizado em recém-nascidos.

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, destaca que a inclusão do exame é estratégica para a detecção precoce desta infecção congênita, que pode ter consequências graves para o recém-nascido, incluindo problemas neurológicos e visuais.

“A triagem permite identificar bebês infectados assintomáticos ao nascimento, possibilitando intervenções imediatas e tratamento adequado que podem prevenir ou minimizar as complicações a longo prazo. A implantação desse exame no teste de pezinho, portanto, melhora significativamente as chances de um desenvolvimento saudável”, destaca a diretora Tatyana.

Na FVS-RCP, o acompanhamento da tuberculose congênita é de responsabilidade da Gerência de Vigilância de Doenças Transmissíveis (GVDT) no Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE). Diego Queiroz, técnico responsável pelo monitoramento da doença no estado, destaca que o treinamento busca qualificar o processo de identificação da doença em tempo oportuno, após a triagem neonatal.

“O objetivo é fortalecer a assistência local e a vigilância epidemiológica, onde será realizado o teste do pezinho. Caso haja resultado positivo para toxoplasmose, será realizada uma segunda coleta sanguínea para o diagnóstico no Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas”, ressalta Diego.

A coordenadora de triagem neonatal da SES-AM, Jessica Areque, acrescentou que a capacitação será multiplicada no município. “Além de melhorar o fluxo de atendimento, todos os profissionais que estão sendo capacitados também serão multiplicadores do conhecimento”, disse.

Toxoplasmose congênita

A toxoplasmose congênita (TC) é uma doença infecciosa que resulta da transferência do protozoário Toxoplasma gondii, presente por infecção primária da mãe durante a gestação, para o bebê. Os recém-nascidos que apresentam manifestações clínicas podem ter sinais no período neonatal ou nos primeiros meses de vida.

Teste do pezinho

O Teste do pezinho é obrigatório e deve ser realizado em todos os recém-nascidos para a identificação em tempo apropriado de doenças metabólicas, genéticas e infecciosas. É coletado na rede pública, obedecendo a procedimentos desde a triagem, confirmação, diagnóstico e tratamento para uma série de condições.

FOTOS: Divulgação/FVS-RCP

Legenda: Ação ocorre em parceria com a SES-AM.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6397