TRT-11 economizou mais de R$ 10 milhões durante a pandemia

Compartilhe:

Os dados constam do relatório elaborado pela Secretaria de Orçamento e Finanças (SOF) e apresentado à Presidência do Regional

O Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT-11) economizou mais de R$ 10 milhões durante os dois anos da pandemia de covid-19, período em que os serviços foram mantidos de forma remota em decorrência das medidas de distanciamento social. Os dados constam do Relatório de Redução de Despesas durante a Pandemia, elaborado pela Secretaria de Orçamento e Finanças (SOF) e apresentado à presidente do TRT-11, desembargadora Ormy da Conceição Dias Bentes, pelo diretor-geral Ildefonso Rocha de Souza, que é o ordenador de despesas.

O documento descreve de forma sintética a evolução das despesas do TRT-11 durante o período de março de 2020 a dezembro de 2021, focando na economia de recursos, tendo como parâmetro o exercício financeiro de 2019. Foram detalhadas despesas com energia elétrica, consumo de água, diárias, passagens e combustíveis. Também foram examinadas as demais despesas com aquisição de material de consumo e de material permanente, prestação de serviços e locação de mão-de-obra.

Diante do cenário desafiador, a presidente ressalta que o TRT-11 se reinventou, investiu em tecnologia e manteve a prestação jurisdicional por meio do trabalho remoto. “As duas gestões do TRT da 11ª Região que enfrentaram a pandemia – o desembargador Lairto José Veloso de março a dezembro de 2020 e esta presidente a partir de 15 de dezembro de 2020 – tiveram a sensibilidade de preservar os empregos dos colaboradores terceirizados”, pontuou, explicando que os recursos financeiros foram economizados sem rescindir nenhum contrato de prestação de serviço terceirizado.

Detalhamento

Conforme detalhado no relatório, sob a gestão do desembargador-presidente Lairto José Veloso, em 2020 houve uma economia de R$ 5,8 milhões, o que representa um percentual de 16,73% em relação ao ano anterior. De março a dezembro de 2020, o trabalho remoto foi a regra no âmbito do TRT-11 e o serviço presencial ocorreu excepcionalmente, apenas mediante autorização da Presidência.

Sob a gestão da desembargadora Ormy da Conceição Dias Bentes, que tomou posse como presidente em 15/12/2020,  o tribunal economizou R$ 4,6 milhões ao longo de 2021, o que representa 15,04% de economia em relação a 2019. O início da gestão da desembargadora-presidente  enfrentou o agravamento da pandemia nos estados de jurisdição, principalmente no Amazonas. Com a vacinação de magistrados, servidores, colaboradores terceirizados e estagiários, a presidente deu início ao plano de retomada gradual e progressivo das atividades presenciais em julho do ano passado, com base em parecer médico. A última fase, relativa ao retorno pleno, foi implementada no dia 23 de março deste ano.

Acesse o RELATÓRIO.

Relatório Redução de Despesas na Pandemia (1)

Assessoria de Comunicação TRT-11

(92) 3621-7239/7238

(92) 98417-3749

Compartilhe: