TCE-AM capacita 85 representantes de 19 municípios do Amazonas em sistema de teleauditoria

Compartilhe:
Nesta quarta-feira (17), 85 representantes de dezenove municípios do Amazonas foram capacitados no Sistema de Fiscalização à Distância (SFD), também conhecido como teleauditoria, em uma iniciativa conjunta da Secretaria do Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e da Associação Amazonense de Municípios (AAM). O treinamento, sediado no auditório do TCE-AM e organizado pela Escola de Contas Públicas (ECP), visa modernizar e promover transparência nas contas públicas por meio da internet.
O presidente da AAM e prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson Sousa, elogiou a ação, destacando a relevância da preparação dos servidores municipais para lidar eficazmente com essa ferramenta eletrônica crucial para as finanças públicas.

“Trata-se da modernização com eficiência e transparência das contas públicas com a orientação técnica do TCE, que permite que se faça um trabalho com mais agilidade”, destacou o presidente da AAM.

O secretário de Controle Externo do TCE, Stanley Scherrer, ressaltou a importância da parceria com a AAM e o impacto positivo da disseminação dos conhecimentos técnicos do SFD. Ele destacou que essa iniciativa pioneira resultará em uma economia significativa, prevista em R$ 428.000,00 nesta fase inicial nos 19 municípios participantes.
Além disso, anunciou que equipes de auditores estarão em campo para capacitar os jurisdicionados em mais seis municípios no fim de abril (Itapiranga, Silves, São Sebastião do Uatumã, Urucará, Urucurituba e Rio Preto da Eva) e outros seis em maio (Codajás, Anori, Anamã, Nova Olinda do Norte, Novo Aripuanã e Careiro da Várzea),
ampliando o alcance desse treinamento essencial para aprimorar a gestão pública.

A participação da Secretária de Saúde de Rio Preto da Eva, Aila Carla da Costa Bernardino, no treinamento foi destacada como fundamental, ressaltando a abordagem educativa do TCE antes de qualquer sanção.

“Ter participado do treinamento em SFD foi muito importante, porque o TCE primeiro ensina, orienta e passa conhecimentos técnicos com suporte dos seus melhores auditores, para somente depois, se houver erros, punir”, disse a secretária.

Ela também salientou que a forma como está sendo conduzido o processo de aprendizado do SFD, é o melhor pela transparência e o profissionalismo.

Como parte das palestras do treinamento, Gabriel Duarte, auditor técnico de controle externo, abordou o aparato jurídico do SFD, enquanto Saulo Coelho, diretor de projetos e inovação em tecnologia da informação do TCE, discorreu sobre o Domicílio Eletrônico de Contas (DEC).

Texto: Antônio Ximenes
Foto: Filipe Jazz

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6409