‘Suframa nas Escolas’ dá início às atividades de 2024 com ação na Escola Antenor Sarmento

Compartilhe:
Data: 7/5/2024
Texto/Fotos: Layana Rios/Suframa
Nesta terça-feira (7), a Suframa deu início às atividades de 2024 do projeto “Suframa nas Escolas” com palestra na Escola Estadual Antenor Sarmento Pessoa, localizada no Centro de Manaus. O objetivo é contribuir para a formação e a conscientização dos alunos finalistas do ensino médio de escolas públicas estaduais ao disseminar informações sobre o modelo Zona Franca de Manaus e a importância para a região e para o País, nos aspectos econômico, social, tecnológico e ambiental.
A servidora da Coordenação de Apoio ao Gabinete da Suframa, Jackeline Ribeiro, realizou a abertura das atividades do Suframa nas Escolas, agradecendo a parceria da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar (Seduc-AM) e da escola Antenor Sarmento por receber o projeto. “É uma satisfação estarmos mais um ano com essa atividade que leva o conhecimento do que é a Zona Franca e do que é a Suframa aos nossos jovens. Precisamos de união em prol desse modelo que traz desenvolvimento à nossa região e beneficia todo o Brasil, gerando emprego e renda e ainda protegendo a Amazônia”, afirmou.
O diretor da escola, Fabiano Paz, agradeceu a iniciativa da Suframa e desejou uma boa palestra a todos. “Tudo é absorvido através do conhecimento e o conhecimento deve ser multiplicado”, ressaltou. Cerca de 150 alunos de ensino médio, incluindo estudantes do curso técnico em logística e alunos convidados da Escola Estadual Frei Silvio Vagheggi, participaram da palestra, que contou, ainda, com a tradução em libras para alunos surdos.
Conduzida pelo administrador e servidor da coordenação de Cadastro da Suframa, Diego Forero, a palestra percorreu pela história da Zona Franca de Manaus e apresentou a “tríade” do modelo, formada pelo comércio, agropecuária e indústria, detalhando os incentivos fiscais e o impacto gerado não somente em Manaus, onde foi inicialmente estabelecida, mas em toda a Amazônia Ocidental e Amapá, para onde se expandiu com o passar dos anos.
O servidor também apresentou os principais segmentos do Polo Industrial de Manaus e as atividades em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) que vêm sendo desenvolvidas a partir da Lei de Informática e são áreas promissoras no mercado de trabalho para os jovens pensarem no momento da escolha da faculdade ou de um curso técnico.
Na perspectiva dos alunos, a apresentação foi instrutiva. Leandro Rabelo, 17, que está no terceiro ano na escola Antenor Sarmento, participou da dinâmica de perguntas ao final da palestra e disse ter sido muito interessante para o seu aprendizado. “Eu tenho um problema de atenção, então, o estilo calmo e claro do palestrante facilitou meu entendimento e raciocínio. Consegui memorizar os assuntos e acertar quase todas as questões”, disse o aluno, que também faz o curso técnico em logística na escola. “Essa é área que pretendo seguir e saber que a Zona Franca de Manaus foi criada justamente para compensar a nossa logística, que é mais difícil, mostra que tenho um campo vasto para atuar”, complementou.
Suframa nas Escolas
Realizado em parceria com a Seduc-AM, este ano o projeto deverá ir em dez escolas de ensino médio, no período de maio a novembro. Os palestrantes são servidores da Autarquia que atuam voluntariamente no projeto. No ano passado, doze escolas foram visitadas, alcançando aproximadamente 750 alunos.
Informações: imprensa@suframa.gov.br

Informações: Assessoria de Imprensa CBA –
Jornalista Tereza Teófilo (92) 99122-2302
Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6397