SINDSEMP-AM participa de roda de conversa sobre assédio moral na sede do MP-AM

Compartilhe:
O Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado do Amazonas (SINDSEMP-AM) participou nesta sexta-feira (18), da Roda de Conversa: Assédio Moral e Sexual – Teoria e Práticas de Prevenção, realizada na sede do Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

O Presidente do SINDSEMP-AM, Marlon Bernardo, fez o encerramento das exposições e abordou sobre o tema do assédio moral institucional, um tipo específico de violência no trabalho que contamina as políticas, as normas e as práticas de gestão:

“O assédio institucional ocorre quando há um conjunto de decisões e normas que estabelecem um tratamento discriminatório contra uma determinada categoria ou contra um grupo de profissionais. Aqui também se insere a gestão por injúria e a propagação de narrativas com o intuito de diminuir o valor dos trabalhadores, causando sofrimentos emocionais e afetando as relações de trabalho, sociais e familiares do indivíduo”, afirmou.

O SINDSEMP-AM trouxe também relatos sobre a ligação entre os assédios sexual e moral e como a falta de uma política de gestão de pessoas pode desencadear a formação de uma cultura organizacional tóxica baseada em comando, controle e humilhação.

“A falta de uma diretriz institucional de desenvolvimento de pessoas faz com que a tarefa, aqui considerada como mera execução de seus afazeres, seja o fator preponderante do processo decisório e da concepção das normas internas, desumanizando o ambiente e reproduzindo climas hostis em larga escala, o que oportuniza o surgimento de conflitos e a ocorrência de situações de assédio”, explicou Marlon.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6535