Saúde pública: Novos tomógrafos vão agilizar diagnósticos por imagem beneficiando mais de 64 mil pessoas anualmente

Compartilhe:

Os equipamentos permitirão otimizar a demanda, ampliando a capacidade de realização dos exames no Estado

A instalação de novos tomógrafos na rede pública de saúde, pelo Governo do Amazonas, vai agilizar os diagnósticos por imagem no Estado, beneficiando, em média, cerca de 5.350 pessoas ao mês, 64.200 ao ano.

Segundo a secretária de Estado de Saúde, Nayara Maksoud, os equipamentos vão otimizar a demanda nas unidades, ampliando a capacidade anual de realização de exames de tomografia, e reduzindo ainda mais a demanda pelo procedimento. Com tecnologia moderna, os novos tomógrafos vão reduzir pela metade o tempo de realização dos exames nas unidades de saúde do Estado, calcula a secretária.

“Com os novos tomógrafos, o Governo do Amazonas reforça o compromisso da gestão com a qualidade do atendimento de urgência e emergência de média e alta complexidade no Estado”, pontua Nayra Maksoud.

Um dos novos tomógrafos foi instalado no dia 20 de maio, no Hospital e Pronto-Socorro da Criança (HPSC) Zona Leste, o “Joãozinho”, referência em neurotrauma (lesões no cérebro e na coluna).

Na unidade, o equipamento oferecerá imagens detalhadas, melhorando a qualidade da assistência cirúrgica e o diagnóstico em tempo hábil. A expectativa é de que mais de 450 pacientes tenham acesso ao procedimento mensalmente, somente no “Joãozinho”.

A unidade oferece especialidades, como pediatria, cirurgia geral pediátrica, neurocirurgia, ortopedia, medicina intensiva, entre outras. Anteriormente, realizava em média 300 exames ao mês, aumentando a oferta em 50% com o novo equipamento.

Outros dois tomógrafos foram entregues e já estão funcionando no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Dr. João Lúcio Pereira Machado, na zona leste, e à Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes (FHCFM), na zona norte de Manaus. A previsão é que, nessas duas unidades, sejam atendidos cerca de 4.500 pacientes por mês, com a realização de exames de tomografia. Esses dois hospitais também irão receber pacientes de outras unidades, que precisam realizar esse tipo de procedimento.

Com o novo equipamento, a FHFM, referência em atendimento de alta complexidade, passará a atender, com os exames, mais de 800 pacientes por mês. A unidade atendia cerca de 600 pacientes, aumentando a oferta em 33,3%.

A FHFM oferece serviços de consultas especializadas, exames laboratoriais, cirurgia cardíaca adulta e pediátrica, cirurgia vascular, cardiologia intervencionista, neurocirurgias, neurologia vascular, laboratório de hemodinâmica, eletrofisiologia, arritmologia, serviço de apoio diagnóstico terapêutico e serviço de radiologia, dentre outros.

No HPS Dr. João Lúcio Pereira Machado, que funciona com urgência e emergência, o novo equipamento vai permitir manter a média de 4 mil exames realizados mensalmente e ainda abrir vagas para atendimento a outras unidades de emergência que necessitem do serviço, reduzindo o tempo de espera, na rede.

Chamado tecnicamente como unidade de “porta aberta 24 horas”, o HPS, referência em neurocirurgia no Estado, realiza serviços de clínica médica, cirurgias ortopédicas, geral, vascular, de cabeça e pescoço, bucomaxilofacial, neurocirurgia de emergência e eletiva, além de cuidados de terapia intensiva, dentre outros.

FOTOS: Arthur Castro/SECOM

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6406