Robson manda cabos eleitorais atacarem casa de Adail, mas se dá mal

Compartilhe:

Coari (AM) – O desespero bateu na porta da Coligação comandada por Robson Tiradentes e pelo governador Wilson Lima em Coari. Após o pedido do Ministério Público de impedir o cometimento de crime eleitoral com distribuição de rancho, enviaram um grupo de cabos eleitorais para atacar a casa do ex-prefeito Adail Filho.
Com pedras e ovos, chutando os portões, o grupo de cabos eleitorais começaram a gritar: “Vai perder, vai perder, vai perder”. Foi o momento em que foram orientados a gritar “Quero meu cartão, quero meu cartão”, fingindo serem pessoas revoltadas com a decisão da justiça. Não colou.
A coligação de Robson tenta associar a proibição da distribuição ao de Keitton, mas a tentativa não teve adesão do povo, apenas de quem recebe da campanha de Tiradentes.
A ação virou piada no município e é um dos atos dramáticos da coligação que já sabe que pode terminar em terceiro lugar.
Após a chegada da reportagem da Rede Amazônica, registrando a situação, os manifestantes se dispersaram. O objetivo era criar imagens para disfarçar o método de compras de voto, denunciado pelo Ministério Público e condenado pela juíza eleitoral.

Assista:

Compartilhe: