Quadrilha de ‘piratas’ são presos em operação policial em Itacoatiara

Compartilhe:

A ação criminosa de piratas do rio no início da tarde de ontem (30), ao tentarem roubar um carregamento de combustíveis que estava sendo transportado para o interior do estado, terminou em troca de tiros e na prisão de quatro integrantes de uma quadrilha no município de Itacoatiara (a 268 quilômetros de Manaus).

De acordo com um dos integrantes da tripulação da embarcação abordada (que pediu o anonimato por questões de segurança), o comboio navegava próximo a comunidade Bom Sucesso, entre Itacoatiara e Manaus, quando foram abordados por um pequeno barco com quatro piratas armados.

Sem se identificar e ao tentarem entrar na embarcação, os assaltantes dispararam tiros contra a tripulação do transportador que se defendeu com sua escolta de segurança.

Em meio ao tiroteio, um dos tripulantes conseguiu fazer contato via rádio com a delegacia da Polícia Civil em Itacoatiara, que acionou o Departamento Integrado de Operações Aéreas da Secretaria de Segurança, em Manaus. Logo em seguida, o helicóptero da corporação foi enviado para a ocorrência.

Ao chegarem no local, os policiais também foram recebidos a tiros pelos piratas, que foram presos em flagrante e levados para o 1º DIP, em Manaus, onde prestaram depoimento na manhã desta segunda-feira (30).

Durante a operação, a Polícia Civil também apreendeu o barco-tanque ‘Caurés’, que seria usado pelos assaltantes para fazer a transferência e o transporte do combustível roubado. O barco também já está em Manaus e passará por vistoria.

“A rápida e imediata resposta da Polícia Civil foi fundamental para evitar mais esta ação das quadrilhas organizadas nos rios. O cenário que estamos vivendo é de grande risco para a vida dos tripulantes e para o abastecimento de combustíveis e produtos para o interior, uma vez que trabalhar no setor está se tornando uma atividade de alto risco”, afirmou o vice-presidente do Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial no Estado do Amazonas (Sindarma), Madson Nóbrega, ao agradecer a atuação das forças policiais.

Segundo o investigador Raílson Lamego, que integrou a equipe da Polícia Civil responsável pela operação (sob comando dos delegados Paulo Barros e Mariane Trovão), apenas no mês de maio, esta foi a segunda tentativa de roubo de embarcações de combustíveis naquela região que a polícia evitou com o trabalho integrado de diversos setores da corporação.

·        Fotos da embarcação utilizada pelos piratas para transportar o combustível que seria roubado

Compartilhe: