Projeto incentiva a criação de colmeias e mudas no Pará

Compartilhe:

Por meio do apoio do Fundo de Sustentabilidade Hydro, comunidade quilombola une geração de renda e preservação do meio ambiente, com a criação de colmeias e mudas de plantas.

Uma iniciativa revelou a potencialidade do território quilombola da Comunidade Gibirié de São Lourenço, em Barcarena. Com a geração de renda e a manutenção da preservação do meio ambiente, os moradores da comunidade descobriram nas abelhas uma grande oportunidade de unir dois atributos importantes: um negócio rentável e a sustentabilidade. Assim, nasceu o Projeto Abelhas e Flores, aprovado no eixo de Sociobiodiversidade da Plataforma Conexões Sustentáveis, promovida pelo Fundo de Sustentabilidade Hydro (FSH), para a ampliação e aquisição de ferramentas necessárias para a viabilização das atividades econômicas.

O projeto compõe parte da estratégia da comunidade para gerar renda complementar e combater os impactos socioambientais na região, por meio do fortalecimento da Associação da Comunidade Quilombolas e Indígenas Gibiriés de São Lourenço na rotina de criação de abelhas, produção de própolis, adubo e mudas frutíferas, medicinais, ornamentais e arbóreas em um viveiro.

O projeto já capacitou os moradores em meliponicultora, que é a criação de abelhas sem ferrão; produziu mais de 700 kg de adubo, com previsão de alcançar 1000 kg até o final do ano; produziu mais de 600 mudas de plantas frutíferas, medicinais, ornamentais e arbóreas, com a comercialização dessas mudas no mercado local, e ainda a produção de própolis. A associação é responsável pela administração e distribuição do lucro das vendas.

Para Vanda dos Santos, uma das responsáveis pelo viveiro de plantas, o comprometimento dos participantes trouxe grande felicidade para todos. “Nós somos uma família, aqui todos têm responsabilidades, nós temos momentos de união e aprendizado em torno da nossa terra. Isso aqui é a minha vida, vamos sempre nos proteger e tornar nosso lugar melhor”, conta.

“A maioria dos participantes do projeto são mulheres, em torno de 30 beneficiárias. Além de potencial para geração de renda, o projeto nos ensinou a ter mais dedicação na preservação do meio ambiente, melhorou o relacionamento entre os membros da comunidade e as mulheres se sentem mais valorizadas, com objetivos de vida, o que não acontecia antes. O projeto superou nossas expectativas iniciais e vamos continuar com ele, porque está nos trazendo lucro e nos fortalecendo enquanto comunidade. Temos o viveiro de mudas de plantas prontas para comercializar e com constante preparação de novas mudas”, afirma Josenite dos Santos, coordenadora do Abelhas e Flores.

Sobre a Plataforma Conexões Sustentáveis

A Plataforma Conexões Sustentáveis é uma realização do Fundo de Sustentabilidade Hydro em parceria com a Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA), a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e Aliança Bioversity & CIAT, com execução da Iniciativa Barcarena Sustentável (IBS). Hydro e Albras são as mantenedoras do Fundo de Sustentabilidade Hydro. Em 2022, a Plataforma lançou 15 novos projetos. Os projetos foram iniciados entre outubro e dezembro de 2022 e estão em fase de finalização. Em 2023 uma nova chamada foi realizada, com sete projetos selecionados. O investimento nesta nova chamada será em torno de 600 mil reais.

anexo 1

anexo 2

anexo 3

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6409