Professora Alzira Miranda eleita presidente com a maior votação da história do Crea Amazonas

Compartilhe:

Primeira mulher a ser eleita para presidir o Conselho no estado, Alzira é também a primeira engenheira de pesca do Brasil a vencer a eleição

A engenheira de pesca, Alzira Miranda, foi eleita presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM) para o triênio 2024-26. A eleição aconteceu nesta sexta-feira (17) e o resultado foi divulgado à noite pela Comissão Eleitoral Federal. Participaram do pleito 4.476 profissionais das engenharias, agronomia e geociências. A votação foi realizada de maneira digital.

Além de Alzira, foi eleito o diretor-geral da Mútua-AM, a Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea, o eng. Afonso Lins. Já Marcelo Almeida foi eleito diretor-administrativo da Mútua-AM, e o eng. Vinicius Marchese, é o novo presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

O Amazonas foi um dos cinco estados que, percentualmente, mais levaram profissionais para as urnas. Foram mais de 46% dos aptos, ficando atrás apenas de Tocantins, Roraima, Amapá e Alagoas. Nunca tantos profissionais do Amazonas fizeram valer o seu direito ao voto. Na eleição do Sistema Confea-Crea e Mútua, não é obrigatório votar.

Alzira recebeu 2.017 votos, o equivalente a 45,06% dos eleitores. Em segundo lugar ficou o engenheiro Professor Sanches, com 1.464 votos, ou 32,71% dos eleitores. Em último, o engenheiro civil Alisson Leão com 944 votos, ou 21,33%.

Na eleição da Mútua, Afonso Lins recebeu 2.113 votos, ou 47,21% dos eleitores. Em segundo lugar ficou o engenheiro civil Cláudio Guenka, com 1.199 votos, seguido por Sandro Ramalho, com 1.056.

Já para a diretoria-administrativa da Caixa de Assistência, o engenheiro civil Marcelo Almeida recebeu 1.833 votos contra 1.374 do engenheiro Machadão e 1.121 de Denise Braga.

“Foram três meses de uma campanha limpa e alegre, ouvindo os profissionais e conversando sobre como podemos levar mais melhorias nos próximos três anos. Agora vai ser ao lado de todos os profissionais das engenharias, agronomia e geociências, tecnólogos e técnicos de segurança do trabalho, que vamos construir o Crea que a gente quer”, afirmou Alzira.

“Quero agradecer aos profissionais. Precisamos continuar o trabalho que começamos a fazer. A Alzira é uma guerreira. No ano que vem, o Crea completa 50 anos e os profissionais estão de parabéns pela escolha da Alzira”, completou Afonso.

“Agradeço também ao Afonso Lins por acreditar no nosso potencial. Estamos extremamente emocionados”, finalizou Marcelo Almeida.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6331