Marcelo Serafim vota contra empréstimo de R$ 600 milhões solicitado pela Prefeitura

Compartilhe:

‘Não dei esse cheque em branco para ele. Estou tranquilo, consciente que fiz o meu papel’, afirmou o vereador

Durante reunião extraordinária, vereadores negaram pedido de empréstimo do Executivo Municipal que tinha como objetivo autorizar a Prefeitura de Manaus a fazer uma operação de crédito de R$ 600 milhões com o Banco do Brasil. A proposta foi rejeitada pela maioria dos parlamentares presentes, dentre ele o vereador Marcelo Serafim (PSB) que votou contra a matéria.

“Eu fui um que de forma consciente não dei esse cheque em branco para ele (Prefeito). Estou tranquilo, consciente que fiz o meu papel”, enfatizou o parlamentar.

Marcelo Serafim destacou que a votação foi muito importante e que está tranquilo de ter cumprido o papel de vereador de Manaus. “Estava nas nossas mãos autorizar o Prefeito a pegar emprestado 600 milhões de reais ou negar isso a ele e obrigar ele a se organizar melhor e gerir de forma mais austera os mais de 8 bilhões de reais que a cidade de Manaus entregará nas mãos dele através do seu suor”, argumentou.

No momento da votação, 39 dos 41 vereadores estavam no plenário Adriano Jorge. Deste total, o projeto recebeu 19 votos favoráveis e outros 19 contrários. Conforme prevê o Regimento Interno, cabe ao presidente da Casa Legislativa o desempate em votações. O vereador Caio André (Podemos) definiu, com o 20° voto contrário ao empréstimo, resultando na reprovação da propositura.

Texto: Assessoria de comunicação do vereador

Fotos: Divulgação/Assessoria 

 

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6406