Hub de Bioeconomia Amazônica amplia rede conectando soluções da Amazônia com ecossistemas de outras regiões do Brasil e do mundo 

Compartilhe:

O poder da bioeconomia, principalmente na Amazônia, é um forte aliado no combate à crise climática e integra uma das soluções para o desenvolvimento sustentável, com uma transição justa para modelos econômicos de baixo carbono.

Quem desenvolve ações para visibilizar e disseminar estas soluções é o Hub de Bioeconomia Amazônica, criado em 2020 com o objetivo de conectar, articular e amplificar experiências e soluções para a promoção de uma bioeconomia amazônica inclusiva. O Hub está em expansão e com processo de adesão de novos membros que compartilham os mesmos valores: conexão, cooperação, transparência e integridade.

“O Hub está sediado no escritório da Fundação Amazônia Sustentável, em Manaus, e busca construir pontes e diálogos, com o objetivo de potencializar, junto com um ecossistema diverso de atores, uma bioeconomia inclusiva na região, centrada no protagonismo e na valorização dos bens e serviços ambientais derivados do conhecimento tradicional dos povos das diversas ‘Amazônias’. Conectamos principalmente o ‘chão da floresta’ com investidores, instituições públicas e privadas, redes atuantes no ecossistema amazônico, organizações internacionais e pessoas como eu e você para promover iniciativas transformadoras”, comenta a facilitadora da iniciativa, Marysol Goes.

Para solicitar se conectar à rede, as organizações podem preencher o formulário de Manifestação de Interesse, disponível no link https://abre.ai/f6RC. Nenhuma taxa é cobrada para adesão ao Hub.

Podem se tornar membros do Hub, indivíduos e organizações nacionais, estrangeiras e transnacionais, de caráter formal e não formalizados, como organizações e movimentos da sociedade civil; associações profissionais, acadêmicas ou religiosas; fundações, empresas privadas e públicas; bancos e outras instituições financeiras; institutos de pesquisa, universidades e outras instituições de ensino; órgãos governamentais, intergovernamentais e multilaterais; fundos de doadores e outros que visam promover uma bioeconomia inclusiva na Amazônia.

Os membros do Hub colaboram de diversas formas, algumas delas são: redação e divulgação conjunta de estudos e artigos; participação ou promoção conjunta de eventos, painéis e outras iniciativas; compartilhamento de informações, conhecimentos, recursos humanos, financeiros, tecnológicos e físicos para apoiar projetos; exploração de oportunidades conjuntas de angariação de fundos, trabalho em rede e incidência política, entre outros.

“O Hub também trabalha de forma sistêmica em cinco eixos: geração de conhecimento, capacidades locais, articulação intersetorial, políticas públicas e advocacy, e mecanismos financeiros”, afirma Marysol.

Segundo ela, os benefícios proporcionados aos membros são: Acesso a informações atualizadas sobre soluções e oportunidades para a promoção de uma bioeconomia inclusiva; Disseminação (divulgação / publicização) de eventos e projetos de membros no site do Hub, na newsletter “Biopédia Amazônica”, nos produtos de comunicação e nas mídias digitais; Apoio na divulgação de produtos e serviços de negócios para ampliar o acesso a mercados; Conexão facilitada com ampla e diversa rede de atores em escala local, nacional, panamazônica e global; Intercâmbio de boas práticas junto com organizações atuantes no enfrentamento dos principais gargalos para alavancagem de uma bioeconomia inclusiva; Convites para participação de eventos promovidos pelo Hub e/ou FAS; Engajamento conjunto em processos de formulação de políticas públicas voltadas para ao fomento da bioeconomia regional; Criação colaborativa de projetos customizados a partir de necessidades  identificadas pelos membros do Hub. Mais informações sobre o Hub, podem ser obtidas por meio do e-mail: hub@fas-amazonia.org.

O Hub de Bioeconomia Amazônica é resultado de uma parceria entre a Green Economy Coalition (GEC), uma aliança global de organizações multissetoriais engajadas no tema, e a Fundação Amazônia Sustentável (FAS), responsável por sua secretaria executiva. Atualmente, a rede conta com mais de 80 organizações e lideranças conectadas na promoção de uma bioeconomia inclusiva na Amazônia.

 

Sobre o HUB

O Hub de Bioeconomia Amazônica é uma rede local, regional e global que conecta e articula organizações e lideranças para amplificar soluções para uma bioeconomia inclusiva na Amazônia.  É secretariada pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e vinculada à Green Economy Coalition (GEC), uma das maiores alianças globais de organizações multissetoriais engajadas na promoção de uma economia verde e justa no mundo. Acesse https://bioeconomiaamazonia.org/ e saiba mais.

 

Sobre a FAS

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6331