Guajará, Nhamundá e Novo Aripuanã têm novos promotores de Justiça escolhidos

Compartilhe:
Trio, que se junta aos 22 recém-empossados e aguarda programação de formação do MPAM, deverá seguir para as comarcas até agosto
Os municípios de Guajará, Nhamundá e Novo Aripuanã terão, em breve, novos promotores de Justiça para suas comarcas. A definição ocorreu na manhã desta segunda-feira (10/06), no Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), em reunião sob a batuta do procurador-geral de Justiça (PGJ) Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior.
Os promotores de Justiça Ney Costa Alcantara de Oliveira Filho, Ana Carolina Arruda Vasconcelos e Jessica Vitoriano Gomes assumirão, respectivamente, as comarcas de Guajará, Nhamundá e Novo Aripuanã. “Nós temos para este ano um desafio muito grande que é a eleição no interior, algo bem desafiador, mas vejo todos vocês em plenas condições de se saírem bem. O segredo é encararem como se tivessem nascido lá”, recomendou o PGJ.
Presente à reunião, a subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Administrativos (SubAdm), Lilian Maria Pires Stone, afirmou que, apesar de a missão exigir muito dos novatos, ela tem certeza de que todos estão à altura do desafio. “Meu principal conselho é: sempre tenham calma e equilíbrio e nunca tomem as decisões de momento. Sei que os problemas virão até vocês, mas reflitam antes e deliberem somente depois, nunca de imediato”, aconselhou a subprocuradora-geral.
Os três agora aguardam o curso de ingresso e o estágio de adaptação, partes obrigatórias da formação de novos promotores de Justiça. A previsão é de que eles sigam para o interior até o mês de agosto. Na próxima segunda-feira (17/06), o trio será oficialmente empossado, em solenidade no novíssimo plenário Antônio Trindade, reaberto na última semana.
Altas expectativas
Futura promotora de Nhamundá, Ana Carolina Arruda Vasconcelos trata o momento como a realização de um sonho. “Para alguém encarar esse desafio só tendo um propósito muito grande, o que é meu caso. Então vamos para essas comarcas com muita felicidade e dedicação”, confessou.
Feliz com a escolha pelo município de Novo Aripuanã, Jessica Vitoriano Gomes opinou que o interior é desafiador tanto para quem vem de fora do Amazonas, quanto para quem é da capital Manaus. “Sei que vai ser uma experiência única na vida e estou com muita vontade de trabalhar. O Amazonas merece, nosso povo merece, nosso interior merece. Vou muito feliz e de peito aberto”, confidenciou.
Natural de Maceió (AL), Ney Costa Alcantara de Oliveira Filho vê sua missão em tom de continuidade. “Vamos prosseguir com o trabalho do Ministério Público em Guajará, prestando um serviço humano e próximo da população”, finalizou o promotor de Justiça.
Texto: Lennon Costa
Foto: Hirailton Gomes
Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6406