GRUPOS DE TRABALHO DO CREA FAZEM VISITA TÉCNICA A SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE DE IRANDUBA

Compartilhe:

Os membros dos GTs conheceram a situação atual do lixão que será desativado, e a cadeia produtiva de reciclagem do Município.

Em continuação ao plano de ação do CREA-AM, o Grupos de Trabalho ‘Ambiental’ e de ‘Eng. Pública e Comunitária’, que pretende viabilizar parceria técnica e institucional do Conselho com os municípios do Amazonas que ainda não possuem aterros sanitários — e que não adotaram as metas definidas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos e pelo Marco Legal do Saneamento (Lei 14.026/2020), as coordenadoras dos GTs, eng. amb. Janeth Fernandes e Antônia Barroso, estiveram, nesta quinta-feira (09/12), com o Secretário de Meio Ambiente, o eng. civ. Gilberto de Deus, e os engenheiros e assessores técnicos do município de Iranduba, para fazer um levantamento da situação atual da cadeia produtiva de reciclagem do lixão que será desativado.

Segundo o Secretário do Meio Ambiente, o eng. civ. Gilberto de Deus, a implementação do aterro sanitário está em tramitação no IPAAM, para a liberação prévia da licença, com projeto coordenado pelo consórcio Norte Ambiental. “O Consórcio pretende construir o aterro em Iranduba antes do prazo do Marco Legal de Saneamento, que é o ano de 2024. Além de atender o Município, vai suprir também a demanda de descarte dos resíduos de Novo Airão e Manacapuru”, explicou o secretário.

A Presidente da Associação de Catadores de Iranduba, Maria Coimbra, informou, ainda, que a entidade possui 26 catadores associados cadastrados para fazerem a coleta seletiva de resíduos sólidos como plástico, papel, vidro, alumínio e componentes eletrônicos.

Fotos e texto: Samara Roriz

Compartilhe: