Governo do Amazonas inicia segunda etapa do Projeto Água Boa

Compartilhe:

Ação contempla comunidades ribeirinhas com água potável

O Governo do Amazonas, por meio da Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama), iniciou a segunda etapa de implementação do projeto Água Boa, a qual irá atender 09 municípios com 25 sistemas simplificados de água que tem como objetivo beneficiar famílias ribeirinhas com água potável.

A ação inicia pela região do baixo Amazonas, em comunidades pertencentes ao município de Nhamundá (distante 383 km de Manaus). O diretor-presidente da Cosama, Armando do Valle, esteve no último sábado (08) no município para cumprir uma agenda de visita à zona rural, juntamente com o vice-prefeito, Netto Carvalho, e a gerente de responsabilidade socioambiental, Cláudia Cruz.

A visita técnica foi realizada na comunidade Santíssima Trindade que possui 56 famílias. A comunidade será contemplada com a instalação de um sistema do Projeto Água Boa, que irá proporcionar benefícios para os moradores com água tratada. Na ocasião, o diretor-presidente anunciou que mais 04 comunidades rurais do município serão beneficiadas, que são: Santa Maria, Binado, Merajuba e Daguari.

Segundo o diretor-presidente da Cosama, Armando do Valle, a Companhia segue executando o cronograma de ações e trabalhando nas melhorias no abastecimento de água dos municípios.

“Por orientação do governador Wilson Lima, hoje a nossa meta é alcançar mais pessoas através dos nossos projetos, afinal o nosso papel é fazer a água potável chegar até as pessoas através dos investimentos feitos pelo Governo do Amazonas, proporcionando qualidade de vida e evitando problemas de saúde causados pelas doenças hídricas”, destaca do Valle

O projeto atualmente contempla 12 municípios com 33 sistemas instalados em comunidades ribeirinhas, e irá se expandir, como explica a gerente socioambiental da Companhia, Cláudia Cruz.

“Nesta segunda fase, em média 25 comunidades serão contempladas com o projeto. São comunidades de difícil acesso e estão localizadas em vários pontos do Estado do Amazonas, onde estaremos beneficiando em média de 15.000 famílias,” destacou Cruz.

Fotos: Divulgação / Cosama

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6409