Fundação Alfredo da Matta leva força-tarefa de combate à hanseníase a São Gabriel da Cachoeira

Compartilhe:

Ação teve abertura oficial na noite de segunda (08/11), com assinatura do termo de compromisso entre Fuham e prefeitura municipal

A Fundação Hospitalar Alfredo da Matta (Fuham) deu início à força-tarefa do projeto Ação para Eliminação da Hanseníase (Apeli) no município de São Gabriel da Cachoeira (a 852 quilômetros de Manaus). A abertura da ação ocorreu na noite de ontem (08/11), na Câmara Municipal, e reuniu autoridades e profissionais de saúde.

Coordenada pela Fuham, com apoio da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Saúde de São Gabriel da Cachoeira, a força-tarefa tem como objetivo levar ações como capacitação em hanseníase para profissionais de saúde, busca ativa de casos suspeitos da doença e exames de pele em contatos de pacientes, ou seja, pessoas que mantém convívio diário e muito próximo com uma pessoa em tratamento da hanseníase.

Nesta força-tarefa, a Fuham leva a São Gabriel da Cachoeira cerca de 20 profissionais, dentre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e técnicos. Até o dia 20 de novembro, a equipe fará uma intensificação das ações de combate à hanseníase em área urbana e rural do município. Esta é a quarta força-tarefa realizada em 2021 pela Fuham.

Capacitação e busca ativa – As atividades de capacitação para os profissionais de saúde incluem palestras de sensibilização e treinamentos sobre hanseníase, prevenção de incapacidades e sobre estigma e preconceito, com abordagem de profissionais da área de serviço social.

A troca de conhecimento e experiência entre os profissionais locais e da Fuham, Centro de Referência em hanseníase, visa proporcionar aos participantes ferramentas para dar continuidade ao monitoramento da hanseníase, mesmo após o término da força-tarefa, já que as ações de monitoramento devem ser realizadas constantemente pelo município, cabendo à Fuham a supervisão, periodicamente.

A intensificação da busca ativa de casos suspeitos prevê a realização de exames de triagem para consultas médicas com especialistas. O objetivo é examinar casos suspeitos de hanseníase para detecção e, se for o caso, tratamento precoce.

Os exames são realizados na população local, comunidades do entorno da sede do município e em escolares, com autorização dos pais dos alunos.

Os comunicantes de pacientes de hanseníase também serão examinados, já que o monitoramento de contatos é uma estratégia de vigilância para a doença.

Para este ano, além de São Gabriel da Cachoeira, está programada ainda mais uma força-tarefa, a ser realizada em Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus) no início de dezembro.

FOTOS: Divulgação/Fuam

Informações para a imprensa: Assessoria de Comunicação da Fundação Hospitalar Alfredo da Matta (Fuham): 3632-5806.

Compartilhe: