FPFtech é uma das finalistas do Prêmio Jaraqui Graúdo, na categoria Melhor Instituto de Inovação

Compartilhe:

A Fundação Desembargador Paulo Feitoza, FPFtech, é uma das finalistas do Prêmio Jaraqui Graúdo na categoria Instituto de Inovação. Para CEO, Luís Braga, a indicação é o reconhecimento de 25 anos de trabalho, reforçando a posição como um player importante no ecossistema tecnológico da Amazônia.

“Esta indicação destaca não apenas a nossa longevidade como empresa, mas também a nossa capacidade contínua de inovação e adaptação às mudanças no cenário tecnológico. Isso reforça a nossa posição como um player importante no ecossistema local, reconhecido por contribuir para o avanço tecnológico na Amazônia”, ressaltou Luís Braga.

“Além disso, a premiação proporciona visibilidade não só à FPFtech, mais a todos os outros institutos que impulsionam o avanço tecnológico em nossa região e no mundo. Estamos entusiasmados por fazer parte dessa celebração da inovação e ansiosos para continuar avançando em direção a novos horizontes nos próximos anos”, completou.

O Prêmio Jaraqui Graúdo, realizado pela comunidade Jaraqui Valley, ocorrerá no próximo dia 29, durante a Expo Amazônia Bio&TIC. Em sua 8ª edição, a premiação reconhece personalidades e iniciativas voltadas para negócios digitais e inovação em Manaus, abrangendo 18 categorias.

O processo de premiação envolve três fases, incluindo votação popular, comitê avaliador composto por 36 influentes no meio regional e nacional, e a seleção dos vencedores entre os TOP 3 em cada categoria. Entre os finalistas da categoria Instituto de Inovação estão o Sidia, FPFtech, ICTS e Conecthus.

O Jaraqui Valley, ecossistema de startups em Manaus, é formado por uma rede colaborativa que busca o desenvolvimento de empresas digitais de alto impacto de maneira inclusiva e voluntária.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6524