Em Iranduba, EE Isaías Vasconcelos inicia nova edição do projeto ‘A Caminho da Universidade’

Compartilhe:

Após êxito em 2023, escola estadual realiza jornada que acompanha alunos do Ensino Médio no ano letivo de 2024

A Escola Estadual Isaías Vasconcelos, localizada em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus) deu início à edição 2024 do projeto “A Caminho da Universidade”, que tem como principal objetivo estimular e apoiar alunos do Ensino Médio, principalmente, os finalistas a participarem dos vestibulares para ingresso em cursos superiores. Com a iniciativa, a escola pretende dar continuidade ao êxito de 2023, quando alunos se destacaram nas redações e aprovações nos vestibulares.

Idealizado pela diretora da unidade de ensino, Francimary Macedo, o projeto acompanha os alunos em todas as etapas dos vestibulares, desde a inscrição no processo, até o dia das provas. Com isso, a diretora ressalta que a ideia é diminuir as desigualdades enfrentadas pelos alunos.

Durante o ano letivo, os alunos participam de aulas preparatórias e orientação vocacional, tudo possível graças a professores e demais servidores voluntários. No dia dos exames, os alunos contam com transporte, apoio motivacional, alimentação, água e kit para realização das provas.

A diretora explica que, este ano, mais de 30 profissionais voluntários estão envolvidos no projeto, dando suporte aos alunos, inclusive àqueles que precisam de atendimento especial.

“Esses profissionais realizam as aulas preparatórias aos sábados, ao longo do ano, e a escola se prepara para recebê-los, juntamente com os alunos, com alimentação e todo o material didático necessário para o bom êxito das atividades. Em dias de vestibulares, a escola por meio do projeto, providencia transportes terrestre e fluvial, atendendo alunos que moram em comunidades ribeirinhas e ramais”, comenta Francimary. A edição deste ano teve início no dia 6 de abril, primeiro sábado do mês.

Em 2024, os 840 alunos da escola que cursam o Ensino Médio estão participando do projeto, divididos de acordo com as séries. Na fase atual, a escola está focada em realizar os pedidos de isenção dos alunos para Avaliação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e a realização do Processo Seletivo Contínuo da Universidade Federal do Amazonas (PSC-Ufam – Etapas 1 e 2), que acontecem no mês de maio.

Inclusão

A professora da escola e voluntária Rita de Cássia da Silva destaca a importância da inclusão do Projeto “A Caminho da Universidade”. Segundo a educadora, com o apoio da escola, os alunos com deficiência se sentem mais preparados ao realizarem as provas dos vestibulares.

“Isso me deixa bastante satisfeita por ter a oportunidade de fazer parte desse processo, que é a inclusão dos alunos com deficiência junto aos demais colegas no preparatório”, destaca a professora Rita de Cássia.

Aluno finalista Thiago Felipe, que é surdo, sinalizou em Libras, com ajuda da professora intérprete, sobre sua perspectiva para os estudos. “Pretendo me formar como engenheiro agrônomo e ajudar a minha família. Estou muito feliz por conta da inclusão. Eu acredito que as pessoas com deficiência são capazes de ingressar sim em uma faculdade, pois temos direitos iguais”, afirma o jovem.

Incentivo

O projeto “A Caminho da Universidade” foi desenvolvido para incentivar e preparar alunos para os vestibulares, como o PSC da Ufam, além do Sistema de Ingresso Seriado da Universidade do Estado do Amazonas (SIS), do vestibular/UEA e do Enem.

A escola decidiu dar continuidade ao projeto, após o destaque dos finalistas de 2023, que obtiveram notas máximas nas disciplinas, e destaques na Redação. No total, dez alunos passaram para universidades públicas e outros 114 alunos para as faculdades particulares, por meio do Enem, em diversos cursos, como de Engenharia, Petróleo e Gás, Contabilidade, Direito e Serviço Social.

FOTOS: Divulgação ∕ Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6331