Economia de Baixo Carbono é Tema do Projeto Diálogos Amazônicos

Compartilhe:

Encontro on-line, apoiado pela Abraciclo, discute o papel dos bancos de desenvolvimento e das agências de fomento na transição
para alcançar uma bioeconomia sustentável

 

A transição para uma economia de baixo carbono exige que os bancos reavaliem suas políticas de análise de crédito e alocação de recursos. Esse desafio é o tema da próxima edição do projeto Diálogos Amazônicos que discutirá o “Financiamento do Desenvolvimento da Amazônia”. Promovido pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e apoiado pela Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), o evento online será realizado nesta segunda-feira (25 de outubro), às 19 horas (horário de Brasília), no canal do YouTube da FGV.

Os convidados para falar sobre o assunto são o vice-presidente do Bank for International Settlements, Luiz Awazu Pereira da Silva; e o diretor-presidente da AFEAM (Agência de Fomento do Estado do Amazonas S.A.), Marcos Vinicius C. de Castro.

Com moderação dos professores Márcio Holland e Daniel Vargas, da FGV EESP, os executivos vão falar sobre como o mundo das finanças está acompanhando e se preparando para apoiar a sociedade na redução dos riscos climáticos e como os bancos vão mitigar os riscos climáticos em suas operações. Segundo os especialistas, o Brasil possui a maior sociobiodiversidade do planeta, em seu bioma amazônico e tem muito a contribuir para minimizar a emissão dos gases do efeito estufa.

Além da Abraciclo, o projeto Diálogos Amazônicos tem apoio do CIEAM (Centro da Indústria do Estado do Amazonas), FIEAM (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas e ELETROS (Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos),

 

Serviço:

Para saber mais e se inscrever, acesse o link: https://eesp.fgv.br/evento/dialogos-amazonicos-financiamento-do-desenvolvimento-da-amazonia

 

 

Sobre a ABRACICLO e o Setor de Duas Rodas

Com 45 anos de história e contando com 14 associadas, a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – ABRACICLO representa os fabricantes de veículos de duas rodas no país, tendo como principal missão o fomento e o desenvolvimento do setor, por meio de ações que visem a mobilidade, a paz no trânsito e a prática da pilotagem segura. A fabricação nacional de motocicletas, quase totalmente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM), está entre as sete maiores do mundo. No segmento de bicicletas, com as principais fábricas também instaladas no PIM, o Brasil se encontra na quarta posição entre os principais produtores mundiais. No total, as fabricantes do Setor de Duas Rodas geram cerca de 14 mil empregos diretos em Manaus/AM.

 

 

 

MOTOCICLETAS*

BICICLETAS*

Frota nacional: acima de 29 milhões
de unidades

Frota nacional: mais de 70 milhões
de unidades

Produção anual: acima de 961 mil unidades

Produção anual: 2,5 milhões
de unidades**

7º maior produtor mundial

4º maior produtor mundial


(*) Dados do fechamento de 2020.
(**) Estimativa de produção em todo o território nacional e excluídas as bicicletas infantis.

Para mais informações acesse o site

 

        www.abraciclo.com.br

 

 

SD&PRESS Consultoria

(11) 3876-4070; www.sdpress.com.br; @sdpress; facebook.com/sdpress

Analuiza Tamura          

analuiza.tamura@sdpress.com.br

Bruna Quintanilha

bruna.quintanilha@sdpress.com.br

Priscila Fabi      

priscila.fabi@sdpress.com.br

 

Outubro, 2021

Compartilhe: