DPU acompanha desocupação voluntária de prédio da União em Manaus

Compartilhe:

Defensor Regional de Direitos Humanos esteve presente para assegurar a desocupação voluntária e a permanência das famílias de forma pacífica

A Defensoria Pública da União (DPU) no Amazonas, por meio do defensor regional de Direitos Humanos no Amazonas e Roraima (DRDH/AM-RR), Ronaldo de Almeida Neto, acompanhou a operação realizada pela Prefeitura de Manaus, na noite da última terça-feira (20), para desocupação voluntária das famílias residentes do antigo prédio do INSS, na Rua Quintino Bocaiúva, Centro de Manaus. De acordo com o defensor, não houve reintegração do prédio devolvendo-o à União, nem despejo forçado das famílias, na medida em que algumas delas optaram por permanecer nele.

De acordo com os dados da Prefeitura de Manaus, 22 famílias optaram por receber o aluguel social e deixar o prédio. Após diligência no prédio, foram identificadas 13 famílias que decidiram por permanecer no edifício.

“A DPU esteve presente para assegurar que a desocupação voluntária e a permanência das famílias ocorresse de forma pacífica e em respeito à lei”, explicou o DRDH/AM-RR, Ronaldo de Almeida Neto.

Antes da desocupação voluntária, os moradores, que são assistidos coletivamente pela DPU desde março de 2016, reuniram-se com o defensor, manifestando receio quanto a eventual despejo forçado, o que não ocorreu.

Além da DPU, a operação contou com a colaboração do Ministério Público Federal (MPF), Secretaria do Patrimônio da União (SPU), Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Defesa Civil, Guarda Municipal e Polícia Militar do Amazonas.

Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União
(92) 98200-6858

Compartilhe: