Controle de Infecções: Amazonas intensifica monitoramento das ações de controle e alerta para prevenção

Compartilhe:

Saúde trabalha para prevenir disseminação de doenças infecciosas

No Dia Nacional do Controle das Infecções em Serviços de Saúde, nesta segunda-feira (15/05), o Amazonas se destaca por intensificar o monitoramento do controle desse tipo de infecção. A prevenção de doenças infecciosas está incluída na atuação da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM).

Nesse contexto, o dia 15 de maio foi instituído na Lei nº 11.723/2.008. Pela FVS-RCP, a Comissão Estadual de Prevenção e Controle de Infecção em Serviços de Saúde (Ceciss) atua em parceria com as unidades das Comissão de Controle de Infecções Hospitalares (CCIH), instalada nos serviços de saúde, para prevenção e controle das Infecções Relacionadas à Assistência em Saúde (IRAs).

A precursora do controle de infecções em serviços de saúde no Amazonas foi Tatyana Amorim, diretora-presidente da FVS-RCP, que implantou a Ceciss em 2010, por meio da Portaria 0531/2010 da SES-AM, documento baseado na Portaria do Ministério da Saúde de nº 2.616/1998, que normatiza ações de controle de infecção na atenção à saúde. Com treinamentos, foram sendo implantadas as CCIHs, que somam 62 comissões atualmente.

“O Amazonas sempre teve a preocupação com o controle de infecções e a necessidade de intensificar os esforços para garantir a segurança da população. Para mim, é uma grande realização poder contribuir para o controle de infecções no Amazonas. Eu amo o que faço e saber que estou trabalhando para garantir a segurança da população é extremamente gratificante”, enfatiza Tatyana.

O monitoramento e a implementação de medidas para prevenir a disseminação de doenças infecciosas inclui acompanhamento de comissões, tornando disponíveis protocolos e criando mecanismos para promover a educação permanente, além de colaborar com a implementação das comissões nos hospitais.

“Trabalhamos com protocolos rigorosos, além de promover a capacitação de profissionais de saúde e a conscientização da população sobre medidas de prevenção. Nosso trabalho é incansável, mas é feito com amor e dedicação, e isso nos motiva a continuar em frente. Ver que nossas medidas de controle e prevenção estão fazendo a diferença na vida da população é um sentimento positivo indescritível”, acrescenta Tatyana.

A atual coordenadora da Ceciss, Evelyn Campelo, destaca que uma das linhas de atuação do controle de infecções é a parceria entre órgãos. “Através da troca de conhecimentos e experiências, conseguimos estabelecer estratégias eficientes para prevenir e controlar infecções. Essa integração também nos ajuda a identificar novos desafios e aprimorar, constantemente, nossos protocolos e medidas de segurança”, destaca.

A Ceciss atua em parceria com o Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos da América (EUA), desde 2020, em atividades de fortalecimento do controle da infecção dentro das unidades de saúde de Manaus. O projeto desenvolvido tem o intuito de aprimoramento nas ações de prevenção que são realizadas nos hospitais.

As atividades realizadas em conjunto são: Projeto de Extensão Melhorando a Prevenção e Controle para a Resposta no Brasil (Previcovid-BR) que busca reduzir a disseminação intra-hospitalar da Covid-19; Projeto de Prevenção e Controle de Infecções Respiratórias Agudas em Hospitais no Brasil (Previras-BR) relacionados a infecções respiratórias agudas; e o Projeto Melhorando a Prevenção de Infecções em Sítios Cirúrgicos no Brasil (Previsc-BR), que inclui o monitoramento de infecções por ocasião de cirurgias cesarianas.

“A prevenção e o controle de infecções é uma atividade extremamente desafiadora, porque é necessária a busca de atualização a todo momento, pois os protocolos e as tecnologias mudam. Como precursora, a Tatyana (Amorim) sempre foi uma referência para mim de aprimoramento e estar como coordenadora atualmente, cargo que ela implantou é uma honra”, disse Evelyn.

Programação

A programação relacionada ao controle de infecções da FVS-RCP neste mês iniciou no dia 8 de maio, com a realização de webinário sobre a implantação da estratégia de higienização das mãos em unidades de saúde. No dia 22 de maio, será realizado outro webinário. Dessa vez, sobre experiências exitosas do controle de infecção nos serviços de saúde.

No dia 30 de maio, haverá ainda o lançamento do curso de Ensino a Distância (EaD) de Formação de Controlador de Infecções, sendo o primeiro do Brasil disponibilizado de forma gratuita em plataforma estadual. Neste mês de maio, a Ceciss também lança o Plano Estadual de Prevenção e Controle de Infecções relacionadas a assistência à saúde.

Prevenção

A higiene de mãos é a principal medida para prevenção de infecção nos serviços de saúde. Além disso, acrescenta-se a implementação de boas práticas dos profissionais de saúde na assistência prestada aos pacientes.

Nas unidades de saúde, a higienização das mãos é extremamente importante para a prevenção de infecções. Os profissionais de saúde devem seguir rigorosamente as práticas de higiene das mãos, que incluem lavagem das mãos com água e sabão ou uso de álcool em gel para as mãos, antes e depois de cada contato com o paciente.

No dia 5 de maio é celebrado o Dia Mundial da Higienização das Mãos. Trata-se de campanha da Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de manter em pauta a importância da higiene das mãos na atenção à saúde e, também, unir as pessoas em apoio ao fortalecimento da estratégia de higiene das mãos, em todo o mundo, como medida preventiva a doenças.

FOTOS: Lucas Macedo/FVS-RCP, Arquivo/FVS-RCP

LEGENDA: Protocolos rigorosos compõem a atuação do controle de infecções no Amazonas.

Compartilhe:
Redação
Redação
Artigos: 6409