Cabo Maciel destaca concurso público e defende ingresso aos 35 anos no Sistema de Segurança

Compartilhe:

O presidente da Comissão Permanente de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Cabo Maciel (líder do PL), em discurso durante o pequeno expediente na manhã desta terça-feira (13), destacou o longo tempo que Concurso Público não é realizado. “Estamos falando de quase uma década sem Concurso Público para o Sistema de Segurança do Amazonas. Isso gera um desgaste natural, porque as instituições, principalmente a Polícia Militar, perde em média 300 homens todo final de ano que vão para Reserva Remunerada”.

O parlamentar parabenizou o governador Wilson Lima pelo anúncio dos concursos para Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Segurança, que vai recuperar e oxigenar as instituições com novos servidores.

Cabo Maciel também fez um apelo ao Governador do Estado e ao chefe da Casa Civil, Flávio Antony, para que possam avaliar uma proposta de Indicativo, que está na Casa Civil do Governo, e que propõe o aumento da idade máxima de 35 anos para o ingresso na Polícia Militar.  “Temos que considerar que a expectativa do amazonense não é a mesma de décadas atrás, e que a juventude que hoje tem 30 anos, há muito vem se preparando para o concurso”, disse.

O parlamentar ressaltou que essa mudança na idade máxima  é executada em vários estados brasileiros, e não existe ilegalidade. “Quero pedir ao governador Wilson Lima e ao chefe da Casa Civil, que avaliem com sensibilidade e respeito o nosso pedido de Indicativo e que a gente possa ter a idade mínima 18 anos, mas a máxima que é 28 anos possa estender aos 35”, finalizou.

Texto: Assessoria do Deputado

Jerson Aranha (92) 99156-0879

Lindivan Vilaça (92) 99147-3440

Foto: Paulo Ferraz (92) 99425-2514

Compartilhe: