Bolsonaro precisa formar uma base parlamentar forte e Pazuello pode virar um coringa na disputa das eleições de 2022

Compartilhe:

A informação foi tratada durante jantar ocorrido na casa do general quando o presidente esteve em Manaus

O ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello (sem partido), poderá disputar vaga ao Senado Federal ou ao Governo pelos estados do Amazonas, Roraima ou Rio de Janeiro. A decisão será do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que manifestou o desejo que o amigo dispute as eleições 2022 durante um jantar, ocorrido na casa do general Pazuello quando esteve em Manaus, na última terça-feira, 26/10. A informação foi confirmada pelo coronel Alfredo Menezes (Patriota), que participou, organizou o evento e é o principal aliado e interlocutor do presidente no Amazonas.

De acordo com o coronel, além dele estavam presentes no jantar o prefeito David Almeida (Avante), o governador Wilson Lima (PSC), o general Pazuello e a comitiva presidencial. Segundo ele, é de interesse de Bolsonaro que tanto ele (Menezes) e Pazuello disputem cargos majoritários.

“Reafirmo que a decisão será do próprio presidente. Estou pré-candidato ao Senado pelo Amazonas, mas se Bolsonaro tiver outros planos para mim, eu irei seguir. Caso o general Pazuello seja candidato pelo Amazonas, deveremos fazer uma dobradinha que será definida mais para frente”, comentou Menezes.

Jair Bolsonaro veio pela quarta vez ao Amazonas somente este ano. Ele já havia comentado à imprensa que tem planos políticos para o general Pazuello mas não definiu quais seriam.

Compartilhe:
Imagem padrão
redacao
Artigos: 256