Bairro União recolhe 89 kg de resíduos plásticos, em 13 dias do projeto Lixo Zero

Compartilhe:

O projeto piloto para tornar o bairro União o primeiro do país a adotar o conceito Lixo Zero apresentou bons resultados nos primeiros 13 dias de execução. De 06 a 18 de janeiro foram coletados 89 quilos de resíduos plásticos pelos moradores, sendo 70 quilos em condições de serem aproveitados na reciclagem e 18,3 quilos de rejeito.

Neste primeiro momento, 49 famílias estão participando da ação e a ideia é estender posteriormente aos demais moradores do bairro, conforme a adesão for ocorrendo. A proposta de ter em Manaus o primeiro bairro Lixo Zero do país, foi lançada em forma de desafio, prontamente aceito pelo titular da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp), Sabá Reis. O desafio foi feito pelo presidente do Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB), Rodrigo Sabatini, durante agenda na cidade em dezembro de 2021.

Os resultados do projeto piloto foram apresentados na Escola Municipal Antônio Matias Fernandes, com a presença do presidente do ILZB, dos embaixadores do instituto em Manaus, Daniel Santos, Almira Neta, Eduardo Henrique e George Di Pace, o coordenador de Educação Ambiental da Semulsp, Luiz Paz, os garis comunitários do bairro, Moisés Pereira, Rafaela Silva, Silvana  e Gisele, o presidente da Associação de Moradores do bairro União, Gilberto Lopes, a presidente do Conselho do bairro, Ana Cláudia, e a gestora da escola Antônio Matias Fernandes, Erika Neves.

Segundo o embaixador do Instituto Lixo Zero em Manaus, o biólogo Daniel Santos, da empresa Damata Consultoria, no projeto piloto as equipes optaram por orientar as famílias participantes a fazerem a separação apenas dos resíduos plásticos. Nos primeiros 13 dias cada família gerou 1,8 quilos de material. “Como o plástico tem muitas classificações, a ideia foi orientar e explicar para as famílias, para que fizessem a separação, higienização e o encaminhamento corretamente”, disse.

Todos os resíduos coletados no projeto piloto foram entregues à Associação de Moradores do Bairro União para que possam comercializar e, com isso, gerar renda na própria localidade.

O presidente do ILZB, Roberto Sabatini, ressalta que os resultados do projeto piloto foram muito positivos e mostraram que é possível, com a união da comunidade e o poder público, promover de fato uma mudança de hábito. “O projeto mostrou que a partir do momento que a população se envolve, recebe informação e tem suporte, é possível mudar e o ILZB está à disposição para apoiar as comunidades”, destacou.

De acordo com Rodrigo Sabatini, os resultados foram enviados para a Semulsp, para que as equipes possam avaliar e a partir disso traçar novas estratégias para a continuidade da implantação do conceito Lixo Zero no bairro União. “Implantar um bairro Lixo Zero é um marco para a cidade e para o país também. Esperamos que o projeto piloto seja só início, expandindo as práticas adotadas para os outros bairros”.

Compartilhe: