Após depredar casa de Adail, grupo de Robson Tiradentes apedreja idosa em Coari

Compartilhe:

Coari (AM) – O grupo de Robson Tiradentes (PSC) protagonizou mais uma cena de barbárie no município de Coari ao apedrejar uma idosa que aguardava a passagem da motociata de Keitton Pinheiro (Progressistas).

Dona Graça Duarte segurava a bandeira de seu candidato quando foi surpreendida por um grupo de cabos eleitorais de Tiradentes que, mesmo sem a vítima esboçar qualquer reação, foi apedrejada. Uma das pedras acertou a testa da mulher que indefesa chorava de dor.

Graça é servidora do município há anos e todos os dias acorda 5h da manhã para cuidar de sua casa e se preparar para servir o município como gari. Trabalhadora, é considerada exemplar e uma das mais fervorosas fiéis de São Francisco.

Histórico de agressões

Sob a justificativa de que estão “protegidos pela polícia”, o grupo de Tiradentes tem se sentido a vontade para cometer crimes na cidade. Um deles foi o apedrejamento da casa do ex-prefeito Adail Filho, na tentativa de criar um ato político contra Keitton. A farsa não colou. A residência parou de ser apedrejada com a chegada de um grupo de policiais, que após isso, foram removidos do município como castigo por terem impedido a depredação.

O grupo de Keitton Pinheiro também foi alvo de um atentado, quando na saída de um comício um dos líderes do movimento LGBTQI+ do município foi alvejado nas costas com um tiro. Os autores, como se estivessem orientados, chegaram no local atirando a esmo. Até hoje o caso permanece sem solução.

O ex-prefeito Adail Filho chegou a denunciar em suas redes sociais a presença de uma milícia no município e pediu socorro às forças armadas. No início desta semana o presidente Jair Bolsonaro autorizou o uso das Forças Armadas no município de Coari para ajudar na condução das eleições e garantir a tranquilidade da população.

Assista:

Compartilhe: