Amazonino diz que decreto do IPI agride o Amazonas e que precisa ser revogado

Compartilhe:

Estou disposto a ir ao Supremo Tribunal Federal para resguardar a Zona Franca de Manaus, os empregos e os repasses dos municípios

O pré-candidato ao Governo do Amazonas, Amazonino Mendes, classificou de “uma agressão desavergonhada, imprópria e idiota” o decreto do Governo Federal que reduz em 25% o IPI e fere de morte a Zona Franca de Manaus. “Esse decreto nos causa estarrecimento, constrangimento a todos nós amazonenses”, disse Amazonino.

O decreto, segundo Amazonino, vai resultar em desemprego em massa e reduzir drasticamente os repasses do fundo de participação às prefeituras.

Amazonino criticou ainda a inércia do Governador Wilson Lima em reagir ao decreto. “É decepcionante a atitude do governador do Amazonas. Em nenhum momento este governo cuidou deste assunto. É absolutamente inócuo!”, disse.

Amazonino disse estar disposto a entrar com uma ação no Supremo Tribunal Federal para resguardar os interesses da ZFM. Veja o vídeo na íntegra:

Compartilhe: